#CarnavaldeOlinda 2015, uma festa de paz e alegria, do povo e para o povo

Foto: Jan Ribeiro/Pref.Olinda
Foto: Jan Ribeiro/Pref.Olinda

A Prefeitura de Olinda divulgou hoje (18) o balanço do Carnaval 2015. Neste ano, os festejos de Momo na cidade Patrimônio Cultural da Humanidade renderam homenagem a Ariano Suassuna e com o tema “Olinda Vestida de Sol” recebeu 2,8 milhões de foliões. De acordo com levantamento da Prefeitura de Olinda, foram injetados mais de R$ 180 milhões na economia do nosso município.

A ocupação hoteleira foi de 98% nos hotéis e pousadas durante o período carnavalesco. Nenhum óbito foi registrado. Durante todos os dias de Carnaval, não houve dano ao patrimônio público da cidade.

Foram mais de 500 atrações por toda a cidade, e 110 shows nos nove polos, por onde passaram artistas de peso como Alceu Valença, Nonô e Claudionor Germano, Naná Vasconcelos, Bonsucesso Samba Clube, Quinteto Violado, Spok Frevo Orquestra e Fafá de Belém. Provando que a festa não é só para adultos, o Polo Infantil, na Praça do Carmo, registrou mais de 15 mil foliões mirins. A contagem foi feita com base na quantidade de pulseiras de identificação distribuídas durante os dias de Momo. As crianças se divertiram em oficinas gratuitas de dança popular, de artes e percussão.

Entre as programações imperdíveis deste Carnaval esteve o desfile com cem bonecos gigantes organizado por Silvio Botelho, que homenageou o Maestro Spok. O músico ganhou um boneco gigante com sua fisionomia e presenteou a multidão com uma apresentação com seu sax. Impossível citar todas as orquestras itinerantes, Pitombeiras, Elefante, Eu Acho é Pouco, Marim dos Caetés, Ceroula, Homem da Meia Noite, Patusco, D’Breck, Enquanto Isso na Sala da Justiça e tantos outros que têm um público fiel e já esperam pelos primeiros acordes do Carnaval de 2016.

O Carnaval de Olinda tem um brilho próprio todo especial. É feito pelo povo para o povo. Fantasias criativas e coloridas embelezam as ruas estreitas e ladeiras. Tem espaço para os carnavais antigos na Terça Lírica, que foi um sucesso na semana pré-carnavalesca, assim como para a simbiose entre o profano e o sacro na Noite para os Tambores Silenciosos também realizada na semana pré, com a participação de dez nações de maracatu e uma homenagem ao saudoso Pai Edu, do Palácio de Iemanjá.

Entre os dados de destaque:

  • Nenhum óbito foi registrado pelas unidades de pronto atendimento da cidade.
  • Nenhum dano foi registrado contra o patrimônio histórico de Olinda.
  • 2,8 milhões de foliões.
  • 500 agremiações nas ruas.
  • 110 atrações de palco nos 09 polos da cidade.
  • 1.600 documentos estão de posse da Guarda Municipal.
  • 71 detenções por urinar na rua
  • 3.757  atendimentos de saúde.
  • 450 mil preservativos distribuídos
  • A faixa etária que predomina no Carnaval é entre 26 a 35 anos.
  • 250 toneladas de lixo recolhidas e a coleta seletiva recolheu 26 toneladas de material reciclável.
  • 400 mil litros de água utilizados para a limpeza da cidade.
  • 23 km de gambiarra e 78 refletores foram utilizados na iluminação.
  • 353 pessoas foram atendidas no camarote da acessibilidade na praça do Carmo.
  • 27 acidentes, nenhum com vítima fatal.
  • Foram lavradas 70 multas, em sua maioria por transitar na contramão e 07 veículos foram rebocados para o depósito do DETRAN/PE.
  • 4.774 carros utilizaram o estacionamento legal.
  • 15,7 mil pessoas utilizaram o ônibus do Estacionamento Legal.
  • Troca de 7.556 garrafas de vidro por vasilhames de plástico.

Leia mais

É de fazer chorar! A quarta ingrata chegou, mas ainda tem carnaval em Olinda

Foto: Jan Ribeiro/Pref.Olinda
Foto: Jan Ribeiro/Pref.Olinda

Bom dia! Como diria o compositor pernambucano, Luiz Bandeira, “É de fazer chorar, quando o dia amanhece obrigando o frevo a parar. Oh, quarta-feira ingrata, chega tão depressa, só para contrariar”. Mas calma, que ainda tem carnaval em Olinda. Logo cedo, em frente à Igreja da Sé, tem a concentração do famoso Bloco Munguzá de Zuza Miranda e Thais. Também pela manhã, o tradicional Bacalhau do Batata, que sai também do Alto da Sé.

Olinda vestida de sol: é cultura, tradição e carnaval de rua. É o maior e mais democrático carnaval do mundo. Te esperamos no próximo ano. Até mais.

Tenda da Cidadania recebe filhos dos comerciantes no Carnaval de Olinda

Localizada no Sítio de Seu Reis, A Tenda da Cidadania recebeu os filhos de comerciantes que trabalham no carnaval de Olinda. O objetivo principal é coibir o trabalho infantil no período da folia.

A iniciativa, que recebe crianças e adolescentes com idade partir de 01 ano, começou a funcionar desde a sexta-feira (13) e seguiu até a terça-feira (18). No local são oferecidas oficinas de percussão, adereços e dança. Além disso, recreadores fazem a festa da criançada com jogos e brincadeiras diversas. Durante todo o dia, as crianças atendidas recebem quatro refeições. Estão envolvidos 140 profissionais, que incluem as atividades de educadores de campo, oficineiros, recreadores, apoio administrativo, serviços gerais, vigias, coordenadores e supervisores.

Este já é o quinto ano que o carnaval da cidade recebe a iniciativa, que é uma realização da Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos em parceria como Governo do Estado e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente de Olinda.