Site Oficial do Carnaval de Olinda

Balanço do Carnaval de Olinda 2009

[caption id="attachment_339" align="alignleft" width="350" caption="Foto: Passarinho"]foto-da-coletiva_passarinho[/caption] AGREMIAÇÕES O carnaval de Olinda contou com o desfile de mais de 700 agremiações pelas ruas da cidade. A folia não se restringiu à Cidade Alta, espalhando-se por diversos bairros. No Carnaval de 2009, a Prefeitura de Olinda concedeu subvenções a 160 agremiações carnavalescas, que totalizaram R$ 361 mil, e custeou orquestras para mais de 400 agremiações. ORQUESTRAS ITINERANTES Além dos desfiles das agremiações, nove circuitos na Cidade Alta receberam orquestras e grupos itinerantes que garantiram a animação dos foliões nos intervalos dos blocos, realizando roteiros diferentes das 10h às 22h. Estiveram instaladas orquestras em frente ao Palácio dos Governadores, nas Ruas 13 de Maio, Amparo, Bernardo Viera de Melo, 27 de Janeiro, São Bento, Bonfim, Avenida Liberdade e Prudente de Morais, totalizando por dia 36 orquestras itinerantes e 18 grupos carnavalescos. PÓLOS DE ANIMAÇÃO Durante os quatro dias de folia, 15 pólos de animação garantiram a diversidade cultural e contribuíram para a descentralização da festa: Pólo Afro Nação Xambá, Pólo Sítio de Seu Reis, Pólo Peixinhos, Pólo Salgadinho, Pólo Rio Doce, Pólo Ouro Preto, Pólo Guadalupe, Pólo Bonsucesso, Pólo Casa da Rabeca, Pólo Maracatus, Pólo Samba, Pólo Fortim, Passódromo, Pólo Infantil e o Encontro de Maracatus de Baque Solto. Subiram aos palcos nomes consagrados da música brasileira como Jorge Mautner, Luciano Padilha, Zuza Miranda e Thaís, Maracatu Nação Pernambuco, Escola de Samba Preto Velho, Leci Brandão, Otto, Claudionor Germano, Nono Germano, Maciel Salu, Jair Rodrigues, Alceu Valença, Eddie, Orquestra Contemporânea de Olinda, Quinteto Violado, Getúlio Cavalcanti, J. Michiles e Mônica Feijó. No Pólo Infantil o destaque foi dado para a programação diversificada que incluía oficinas de percussão, dança (maracatu e frevo), maquiagem, bolas e confecção de máscaras. Vários blocos infantis como o Eu acho é pouquinho e o Patusquinho fizeram apresentações voltadas para a criançada. Além disso, o pólo recebeu o espetáculo Vem Cantar Comigo, do cantor e compositor Romero Andrade. Foram cadastradas com pulseira de identificação 8.371 crianças, com um aumento de 35% em relação ao ano passado.

Continuar lendo
Fechar Menu