jQuery(document).ready(function($){$('#aside .widget-archive > ul').addClass('fancy');});

Balanço do Carnaval de Olinda 2009

Foto: Passarinho
Foto: Passarinho

AGREMIAÇÕES
O carnaval de Olinda contou com o desfile de mais de 700 agremiações pelas ruas da cidade. A folia não se restringiu à Cidade Alta, espalhando-se por diversos bairros. No Carnaval de 2009, a Prefeitura de Olinda concedeu subvenções a 160 agremiações carnavalescas, que totalizaram R$ 361 mil, e custeou orquestras para mais de 400 agremiações.

ORQUESTRAS ITINERANTES
Além dos desfiles das agremiações, nove circuitos na Cidade Alta receberam orquestras e grupos itinerantes que garantiram a animação dos foliões nos intervalos dos blocos, realizando roteiros diferentes das 10h às 22h. Estiveram instaladas orquestras em frente ao Palácio dos Governadores, nas Ruas 13 de Maio, Amparo, Bernardo Viera de Melo, 27 de Janeiro, São Bento, Bonfim, Avenida Liberdade e Prudente de Morais, totalizando por dia 36 orquestras itinerantes e 18 grupos carnavalescos.

PÓLOS DE ANIMAÇÃO
Durante os quatro dias de folia, 15 pólos de animação garantiram a diversidade cultural e contribuíram para a descentralização da festa: Pólo Afro Nação Xambá, Pólo Sítio de Seu Reis, Pólo Peixinhos, Pólo Salgadinho, Pólo Rio Doce, Pólo Ouro Preto, Pólo Guadalupe, Pólo Bonsucesso, Pólo Casa da Rabeca, Pólo Maracatus, Pólo Samba, Pólo Fortim, Passódromo, Pólo Infantil e o Encontro de Maracatus de Baque Solto. Subiram aos palcos nomes consagrados da música brasileira como Jorge Mautner, Luciano Padilha, Zuza Miranda e Thaís, Maracatu Nação Pernambuco, Escola de Samba Preto Velho, Leci Brandão, Otto, Claudionor Germano, Nono Germano, Maciel Salu, Jair Rodrigues, Alceu Valença, Eddie, Orquestra Contemporânea de Olinda, Quinteto Violado, Getúlio Cavalcanti, J. Michiles e Mônica Feijó.

No Pólo Infantil o destaque foi dado para a programação diversificada que incluía oficinas de percussão, dança (maracatu e frevo), maquiagem, bolas e confecção de máscaras. Vários blocos infantis como o Eu acho é pouquinho e o Patusquinho fizeram apresentações voltadas para a criançada. Além disso, o pólo recebeu o espetáculo Vem Cantar Comigo, do cantor e compositor Romero Andrade. Foram cadastradas com pulseira de identificação 8.371 crianças, com um aumento de 35% em relação ao ano passado. Leia mais

A folia não para em Olinda

Hoje é o último dia de carnaval, a Terça-feira Gorda. Mas, o folião ainda pode conferir muitos blocos e agremiações que circulam pelas ladeiras de Olinda. Garantem a brincadeira, os blocos Eu Acho é Pouco, às 17h, no Largo do Mosteiro de São Bento; o Elefante de Olinda, às 18h, no Guadalupe e o Preto Velho faz seu samba, às 18h, no Alto da Sé.

A festa continua nesta quarta-feira de cinzas. Logo pela manhã, às 7h, Zuza Miranda e Thais distribuem seu famoso munguzá e realizam a Corrida dos Monstros, no Alto da Sé. Em seguida, às 10h, também no Alto da Sé, o tradicional Bacalhau do Batata faz a folia daqueles que trabalham durante o carnaval.

À noite, a partir das 18h, a rua Prudente de Moraes recebe o Encontro de Ursos. No mesmo horário, o Encontro de Afoxés saí do Largo do Guadalupe até o Mercado Eufrásio Barbosa. Não perca!

Eduardo Campos volta a Olinda

O governador Eduardo Campos esteve em Olinda nesta Terça-feira Gorda para conferir a alegria do tradicional Encontro de Bonecos Gigantes da sacada do Palácio dos Governadores, sede da Prefeitura de Olinda. No último dia de folia, Eduardo foi recebido pelo prefeito Renildo Calheiros para apreciar mais uma vez a grande e irreverente festa popular da 1ª Capital Brasileira da Cultura.

Atendimentos na Saúde

Foto: Ádria de Souza
Foto: Ádria de Souza

Até esta segunda-feira de carnaval (23), a Secretaria de Saúde de Olinda contabilizou 971 atendimentos entre suturas, curativos e remoções. Os Serviços de Pronto Atendimento Adulto e Infantil registraram 181 e 207 atendimentos, respectivamente. A Policlínica Barros Barreto recebeu 181 pacientes. Enquanto a Policlínica do Bonsucesso fez 51 atendimentos e o Hospital Tricentenário, 351.

Os atendimentos nas cinco unidades do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU), colocadas em pontos estratégicos de Olinda, diminuíram de 33 para 12.

Sérgio Rezende em Olinda

Foto: Passarinho
Foto: Passarinho

O frevo e a irreverência do carnaval de Olinda devem mesmo ter contagiado o ministro da Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende. Tanto que ele retornou à cidade nesta segunda-feira (23).

A convite do prefeito Renildo Calheiros, Rezende já havia passado a tarde do sábado no Palácio dos Governadores (sede da Prefeitura) acompanhado da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, e outros ministros.

Trabalho social no Carnaval

Da última sexta-feira (20) até esse sábado (21), 11 crianças foram recolhidas por agentes da Secretaria de Desenvolvimento Social de Olinda e levadas para a tenda montada próximo à Policlínica Barros Barreto, no Carmo. A ação faz parte do termo de compromisso assinado por 328 barraqueiros contra a exploração do trabalho infantil. 

As abordagens feitas por duplas da Secretaria de Desenvolvimento Social tiveram início já na sexta-feira da semana passada. Nesse dia, eles recolheram seis crianças que estavam trabalhando com os pais. Nesse sábado, outras cinco crianças foram levadas para a tenda de recreação, totalizando 11 crianças nos dois dias.

O recolhimento dos menores é feito no momento da abordagem dos agentes aos barraqueiros. A campanha é educativa e de conscientização, mas se, durante a abordagem, crianças estiverem em situação de trabalho, serão recolhidas. Os agentes identificam ainda casos de agressão ou exploração sexual. Nestes casos, a situação é encaminhada para a Guarda Municipal ou para o Conselho Tutelar.

A tenda, localizada próxima a Policlínica Barros Barreto, além de desenvolver atividades recreativas, serve quatro refeições diárias para as crianças. O espaço é um local onde os barraqueiros podem deixar seus filhos tranquilamente enquanto trabalham no Carnaval.

Entrega de documentos perdidos

Sendo a utilização de garrafas de vidro proibidas durante o carnaval olindense, a Guarda Municipal distribuiu 2000 garrafas plásticas até a manhã deste domingo (22). A Delegacia Virtual já contabilizou 39 ocorrências e, desde a semana pré-carnavalesca, 8.000 documentos perdidos estão à disposição de seus donos na sede da Guarda Municipal, localizada na rua Siqueira Campos. Para saber quais documentos estão disponíveis na sede da Guarda, basta consultar o site www.gmolinda.blogspot.com

Ações combatem o som alto

A Secretaria de Assuntos Jurídicos de Olinda recebeu, durante todo o sábado de Zé Pereira (21), 12 denúncias contra som alto e focos não oficiais de folia na cidade. Duas casas, na rua Henrique Dias, foram notificadas. Algumas das residências denunciadas tinham o licenciamento da Prefeitura para trabalhar com som ao vivo, mas se enquadrando na Lei 5.036 que proíbe o som eletrônico acima de 70 decibéis durante a folia de Momo.

Até o momento, nenhuma multa foi aplicada e nenhum equipamento de som foi apreendido. A campanha educativa e a fiscalização contra o som alto continuam durante todos os dias de carnaval.