jQuery(document).ready(function($){$('#aside .widget-archive > ul').addClass('fancy');});

Polo Erasto Vasconcelos é sucesso de público com shows da cena local em Olinda

Palco montado ao lado da Praça do Carmo recebeu nomes como Eddie, Ave Sangria e Academia da Berlinda e plateia lotou nos quatro dias de festa 

Show de Academia da Berlinda abriu a terça (28). Foto: Daniel Ferreira/ Prefeitura de Olinda
Show de Academia da Berlinda abriu a terça (28). Foto: Daniel Ferreira/ Prefeitura de Olinda

Este ano o Carnaval de Olinda destinou um polo especialmente para a cena musical local. O Polo Erasto Vasconcelos, localizado no Sítio de Seu Reis, ao lado da Praça do Carmo, no Sítio Histórico da cidade. Com programações diárias desde o sábado (25) até esta terça-feira (28), começando sempre no final da tarde, o palco recebeu nomes como banda Eddie, Ave Sangria e Karina Buhr e Isaar.  Ao todo 23 atrações, todas de Pernambuco e, na grande maioria, de Olinda.

Nesta terça-feira (28.02), último dia do polo, quem abriu a programação foi a banda olindense Academia da Berlinda, que subiu ao palco às 16h, seguida das atrações de N’Zambi, Ganga Barreto, Zé Cafofinho, Marcio Oliveira e Banda Víruz.  Diante de uma plateia lotada, a banda se orgulha de tocar no polo. “É como tocar no quintal de casa”, diz o baixista Yuri Rabid. Para o vocalista Tiné, ter um espaço como esse no Carnaval faz toda a diferença. “É massa porque o nosso público é bem maior quando a gente toca aqui”, conta.

O coordenador do polo, Alexandre Miranda, garante que o espaço fez sucesso em todos os dias da folia. “Com certeza tivemos diariamente um público de cerca de dez mil pessoas neste espaço e as pessoas se espalham pelas ruas laterais e pela Praça do Carmo”, contabiliza. O palco contou com uma equipe de produção de pelo menos 25 pessoas, de técnicos a seguranças.

No público, as paulistas, Beatriz Correia e Ingra Domingues, disseram por que quando chegaram em Olinda decidiram brincar nesse espaço. “Encontramos aqui um pessoal diferente de tudo o que a gente viu nas ladeiras, são muito receptivos, tem uma vibe muito aberta, adoramos”, disseram as duas que já tinham conhecido a banda Academia da Berlinda em outro Carnaval e vieram curtir o show.

Em Olinda, comerciantes e catadores tem onde deixar os filhos enquanto trabalham no Carnaval

O Espaço de Proteção à Criança e ao Adolescente tem recebido cerca de 120 crianças por dia

Fotos: Arquimedes Santos/ Prefeitura de Olinda
Fotos: Arquimedes Santos/ Prefeitura de Olinda

Enquanto os pais trabalham catando materiais recicláveis, vendendo bebidas ou lanches, os filhos tem um espaço especial para brincar e descansar durante o Carnaval em Olinda. Localizado na Praça do Carmo, o “Espaço de Proteção à Criança e ao Adolescente”, realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos, acolhe crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social durante todos os dias de folia, das 10h às 22h, desde o sábado (25) até a terça-feira (28).

Além de almoço, lanche e jantar, o local oferece para os pequenos atividades como oficina de dança e de percussão, brinquedos, pintura, sala de vídeo e descanso. Tem também atrações infantis que passam por lá, como Patati e Patatá, Palhaço Chocolate e Banda dos Super Heróis para fazer a festa dos pequenos. De acordo com a organização, nestes primeiros dias de carnaval o serviço tem recebido cerca de 120 crianças por dia. Os que tem idade entre 4 e 15 anos ficam na estrutura montada no Carmo, já os de colo são levados para a Casa de Passagem, que fica em Bairro Novo, para receber atenção especial.

Enquanto dezenas de crianças dançam e brincam em volta e no palco montado para as oficinas de música, o secretário de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos, Wolney Queiroz, conta que os pequenos aprovam o serviço. “Nossos educadores sociais vão às ruas fazer um trabalho de sensibilização com as famílias e orientar para que os filhos sejam deixados no espaço destinado pela prefeitura. As crianças gostam muito, tem alguns que vem pra cá e não querem mais nem sair”, conta.

A pequena Stefany, de 11 anos, foi pela primeira vez ao polo, junto com o irmão mais novo, enquanto o pai “negocia nas ladeiras”, como ela mesma diz, e conta o que mais gostou de fazer junto com os educadores. “O mais legal que eu fiz aqui foi tocar um instrumento”, contou. A comerciante Eduarda Fernandes, que trabalha no Carnaval de Olinda há três anos e não tinha onde deixar a filha Emily de dois agradeceu pela iniciativa. “Eu deixava ela com a avó, mas este ano a avó está doente, então eu soube desse espaço pela minha cunhada e vim deixar ela aqui para poder trabalhar e achei muito bom”, explica.

Cerca de 40 educadores, divididos em turnos, realizam o serviço de sensibilização pelas ruas e ao todo 130 pessoas trabalham no espaço.

Casa do Turista tira dúvidas dos visitantes durante o Carnaval de Olinda

Nos dias de folia o atendimento ocorre das 8 às 19h e também pode ser feito por telefone no número (81) 3305-1060

Está pelas ladeiras de Olinda e não sabe de onde sai aquele bloco que te falaram? Quer saber os detalhes da programação do dia inteiro? Está precisando de informações sobre por onde sair da cidade, onde pegar seu ônibus, comprar comida ou sacar dinheiro? Tudo isso é possível conseguir na Casa do Turista, que fica na Rua de São Bento, 742, no bairro do Carmo. Fácil de achar, é uma das esquinas dos Quatro Cantos, por onde passa grande parte da folia olindense.

O turista que passar por lá pode conseguir a programação completa do Carnaval 2017, o mapa da cidade, todas essas informações sobre serviços e ainda ganha preservativos para a segurança ser completa.  O local está aberto todos os dias, das 8h às 19h, até a quarta-feira de cinzas (01.03). E também é possível ligar antes de chegar lá e pegar todas as informações que precisar, pelo telefone 3305-1060.

Há nove anos trabalhando na Casa do Turista durante a folia carnavalesca, a atendente Elizabeth Vieira conta que já deu pra notar que este ano a Cidade Patrimônio tem recebido muita gente de fora. “Eu já recebi gente de João Pessoa, Natal, Sergipe, São Paulo e muitos estrangeiros”, conta.

Um casal que veio de São Paulo para curtir pela primeira vez o Carnaval de Olinda não perdeu tempo e ao passar pelos Quatro Cantos entrou logo na casa para se localizar melhor na cidade. “É bom porque é fácil de achar, passando por aqui vimos o nome Casa do Turista, entramos e valeu a pena”, disse o publicitário Cícero Ronyel.  Ao lado dele, a economista Gabriela Alves não hesitou ao responder por que eles escolheram passar o Reinado de Momo na cidade, “é o melhor Carnaval, tem história e é bem família”.

Serviço

O que: Casa do Turista

Onde: Rua de São Bento, 742, Carmo (Uma das esquinas dos Quatro Cantos)

Quando: diariamente, das 8h às 19h até a quarta-feira de cinzas.

Secretaria de Serviços Públicos de Olinda atua com mais de 700 homens para garantir limpeza e manutenção no Carnaval

Com o objetivo de contribuir para redução de riscos e degradação do patrimônio público, manter as condições básicas de funcionamento dos serviços públicos, o bem-estar, proteção e segurança das pessoas durante todo o período de Carnaval, a Secretaria de Serviços Públicos de Olinda montou um esquema especial que ocorre, antes, durante e depois da folia.

Através das secretarias executivas de Manutenção Urbana e de Serviços Públicos, com foco especial na Limpeza Urbana e Iluminação Pública, a pasta irá atuar na Operação Carnaval com um total de 767 pessoas.

Sessenta homens já estão atuando nas ações de manutenção e apoio, como instalação de banheiros químicos, tapumes e bloqueios e abrange as áreas da Avenida Beira-Mar, Avenida Getúlio Vargas e o Sítio Histórico.

Já nas ações de Limpeza Pública, atuam 570 homens e o foco é nas áreas do Sítio Histórico, Av. Getúlio Vargas e localidades próximas. Durante os dias de festa o trabalho de limpeza vai ocorrer diariamente das 3 às 9h com remoção e varrição de todo o lixo do Sítio Histórico e dos polos, além da lavagem das ruas com odorizante. A população vai contar com três pontos de descarte, que são caixas coletoras de lixo com capacidade de 5 a 15 m³ nos seguintes pontos: Rua Dom Pedro Rosser (por trás do Sítio de Seu Reis), na Ladeira da Misericórdia (em frente à igreja) e no Largo do Rosário dos Pretos (próximo à Igreja do Rosário dos Homens Pretos de Olinda).

Para as ações de iluminação pública a secretaria conta com o trabalho de 37 homens. A equipe fez uma manutenção prévia com atenção especial ao Sítio Histórico e à Cidade Alta. Durante a folia um grupo ficará de plantão para atender os casos de emergência da iluminação pública, das 8 à 0h no Sitio Histórico.

O total de trabalhadores que vão atuar no apoio administrativo e fiscalização desses serviços é de 100 pessoas.