jQuery(document).ready(function($){$('#aside .widget-archive > ul').addClass('fancy');});

#CarnavaldeOlinda em 2014 foi uma festa de paz

Em 2014 os festejos de Momo na cidade Patrimônio Cultural da Humanidade, Olinda, recebeu 2,7 milhões de foliões. De acordo com o levantamento da Prefeitura de Olinda, foram injetados mais de R$ 150 milhões na economia do nosso município. A ocupação hoteleira foi de 98% nos hotéis e pousadas durante o período carnavalesco.

Outro ponto positivo foi a segurança. Em Olinda houve uma redução significativa da violência na cidade e nenhum óbito foi registrado durante o Carnaval.

Cerca de 500 agremiações e 196 atrações de palco animaram a festa. Nosso polo infantil, que funcionou na praça do Carmo, cadastrou 15 mil foliões mirins. Foram realizadas oficinas de dança, contação de histórias, shows, brincadeiras de roda, desfiles de agremiações e bonecos gigantes. Entre os principais focos de animação de “chão” estão as ruas São Bento, Prudente de Morais, 27 de Janeiro, Amparo, 13 de Maio, Bonfim, Bernardo Vieira de Melo e Av. Liberdade.

Entre os dados de destaque:

  • Nenhum óbito foi registrado pelas unidades de pronto atendimento da cidade.
  • Nenhum dano foi registrado contra o patrimônio histórico de Olinda.
  • 500 agremiações nas ruas.
  • 196 atrações de palco nos 11 polos da cidade.
  • 610 documentos perdidos.
  • 3.837 atendimentos de saúde.
  • Mais de 160 mil preservativos distribuídos.
  • A faixa etária que predomina no Carnaval é entre 26 a 35 anos.
  • 460 toneladas de lixo recolhidas e a coleta seletiva recolheu 32.250 quilos de material reciclável.
  • 300 mil litros de água utilizados para a limpeza da cidade.
  • 100 pessoas/dia atendidas nos camarotes da acessibilidade no polo Fortim e praça do Carmo.
  • 22 boletins de ocorrência de trânsito, entre eles 02 acidentes, nenhum com vítima fatal.
  • Troca de garrafas de 2.187 garrafas de vidro por vasilhames de plástico em diversos pontos da cidade.

Guarda Municipal – ocorrências registradas no período carnavalesco:

  • Desordem em espaço púbico – 126
  • Apreensão de garrafas de vidro – 210
  • Apreensão de material perfuro contundente – 31

Assistência a pessoas perdidas:

  • Idosos – 82
  • Crianças – 86
  • Turistas – 12
  • Invasão de prédios públicos – 22
  • Atenção a moradores de rua – 39
  • Atos libidinosos – 28
  • Desacato à agente público municipal – 36
  • Detenção por urinar na rua – 46
  • Apoio a serviços municipais – 163

A Guarda Municipal de Olinda trabalhou com um efetivo de 180 pessoas e realizou ações de segurança nos focos de folia, entre elas, prevenção de danos ao patrimônio, auxílio ao cidadão, averiguação de denúncias diversas e apoio a ações de secretarias da Prefeitura de Olinda (Controle Urbano, Trânsito, Conselho Tutelar, Limpeza e Manutenção Urbana, Defesa Civil, etc). A Guarda ainda registrou 45 boletins de ocorrência na Delegacia pela Internet em parceria com a Polícia Civil, com predominância para o serviço de achados e perdidos.

Turismo

A Secretaria de Turismo de Olinda realizou uma pesquisa com 556 foliões para traçar um perfil do turista que prestigia o Carnaval da cidade. De acordo com os dados, 56% é do sexo masculino; 89% são brasileiros e 11% estrangeiros. A pesquisa apontou que os estados brasileiros com o maior número de turistas em Olinda foram São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, e os países estrangeiros França, Itália, Inglaterra, Alemanha e Argentina. A faixa etária que predomina é entre 26 a 35 anos. A permanência média na cidade é de 4 a 10 dias.

Patrimônio

As Secretarias de Patrimônio e Cultura de Olinda, Serviços Públicos e Controle Urbano protegeram os prédios históricos da cidade com tapumes. Já as praças foram protegidas com cercas. Entre os espaços preservados, o Museu de Arte Sacra, o Museu de Arte Contemporânea, o Museu do Mamulengo, a Igreja da Sé, do Bonfim, do Carmo e do Amparo. Durante os quatro dias de Carnaval, nenhum dano foi registrado contra o patrimônio histórico de Olinda.

Saúde

A Secretaria de Saúde de Olinda registrou 3.837 atendimentos nos Serviços de Pronto-Atendimento Adulto e Infantil (SPA) Peixinhos, Policlínica Barros Barreto, Unidade de Pronto Atendimento do Tricentenário, Unidade de apoio 15 de Novembro, SAMU e UPA-Cidade Tabajara. Entre os procedimentos, foram realizados 3.663 atendimentos clínicos. Suturas, curativos e remoções foram alguns dos procedimentos disponibilizados. Nenhum óbito foi registrado pelas unidades.

Mais de 160 mil preservativos foram distribuídos durante os quatro dias de carnaval. Equipes de Redutores de Danos, com cerca de  12 agentes/dia, se revezaram no trabalho de conscientização dos foliões e distribuição de folders e camisinhas.

Durante o carnaval foram realizadas 1.285 inspeções da Vigilância Sanitária, com 199 apreensões. A equipe de profissionais também realizou 1.285 ações educativas, como por exemplo, orientações sobre armazenamento de alimentos. Nas barreiras sanitárias foram distribuídos 1.573 hipoclorito para os barraqueiros. Houve 380 bloqueios de alimentos e bebidas, que foram recolhidos e incinerados.

Limpeza Urbana

A Prefeitura de Olinda preparou um esquema especial de limpeza para a folia de Momo. Como nos anos anteriores, a Secretaria de Serviços Públicos realizou serviços de varrição, lavagem, remoção e coleta por todo o Sítio Histórico e Pólos de Animação.

Foram recolhidas aproximadamente 460 toneladas de lixo durante o carnaval e a coleta seletiva recolheu 32.250 quilos de material reciclável. Os números referem-se à coleta feita no Sítio Histórico. A secretaria utilizou 300 mil litros de água para a limpeza da cidade.

Em relação ao reforço na iluminação, foram instalados 36 quilômetros de ligação provisória de energia, incluindo Sito Histórico e pólos de animação. A Secretaria de Serviços Públicos instalou 47 refletores na cidade.

Um total de 282 cabines sanitárias foram instaladas no Sítio Histórico e 02 cabines para portadores de necessidades especiais. Em média, a ação de serviços públicos envolveu 600 pessoas.

Fiscalização de som eletrônico

A Secretaria de Assuntos Jurídicos montou um esquema especial para atender as denúncias da utilização de aparelho sonoro acima do limite permitido pela legislação municipal (5.306/2001). Uma equipe formada por procuradores, assessores jurídicos e apoio técnico, além do reforço da Guarda Municipal, Polícia Militar, Secretaria Executiva de Controle Urbano, ficaram de plantão na secretaria para atender todas as denúncias durante os quatro dias de folia momesca. Foram verificadas 16 denúncias, lavradas 02 multas e 02 sons mecânicos foram apreendidos.

Controle Urbano

No Carnaval de Olinda 2014, 320 agentes de Controle Urbano trabalharam na organização do comércio informal, possibilitando a liberação das vias para os desfiles das agremiações durante a folia de Momo. Além das ações de acesso e bloqueio, também foi realizada a troca de garrafas de 2.187 garrafas de vidro por vasilhames de plástico em diversos pontos da cidade, além da apreensão de material de 10 ambulantes não cadastrados.

Trânsito e Transporte

Na parte de trânsito, foram registrados 22 boletins de ocorrência, entre eles 02 acidentes, nenhum com vítima fatal. Foram lavradas 500 multas, com foco principal no estacionamento irregular, e 23 veículos foram rebocados para o depósito do DETRAN/PE.  A Secretaria de Trânsito e Transporte contou com 100 agentes de trânsito e mais 200 auxiliares nas ruas, orientando motoristas.

A retirada dos bloqueios será a partir das 12h desta Quarta-Feira de Cinzas. A Secretaria de Trânsito mantém ainda os bloqueios na parte do Sítio Histórico até às 16h.

Políticas Sociais

O Espaço Folia Cidadã, uma iniciativa implantada em 2009 pela Prefeitura de Olinda, foi criada para abrigar os filhos dos comerciantes informais que trabalham nos dias de carnaval. Este ano o local recebeu  187 crianças e adolescentes durante os quatro dias de folia, que se divertiram com atividades recreativas como oficinas da dança, pintura e desenho, e produção de material de percussão. O espaço contou com o suporte de 40 educadores sociais, além de assistente social, psicóloga, oficineiros, recreadores, cuidadores, motoristas, auxiliares. A secretaria montou dois camarotes de acessibilidade, um no bairro do Carmo e outro no Fortim do Queijo, que receberam em média 100 pessoas por dia.

Comunicação Digital

Em mais de 64 horas de cobertura do Carnaval de Olinda, foram publicados no Facebook 87 postagens, mais de 700 fotos e quase 200 vídeos no Instagram. O site oficial do Carnaval foi alimentado com 92 matérias e obteve 95 mil visitas na última semana, e quase 300 mil visualizações de página. No Youtube, foram postados 27 vídeos relacionados ao Carnaval, desde de fevereiro e durante a festa.

No Facebook, só hoje (5), foi registrado um alcance total de um milhão e duzentas mil pessoas, um aumento de mais de 300% em relação à última semana. A página da Prefeitura nesta rede é seguida por 25.530 usuários, 1.791 novos curtidores somente durante este Carnaval.

Entre a quarta-feira pré-carnavalesca e a quarta-feira de cinzas, recebemos 2.940 comentários e tivemos 5.107 compartilhamentos de nossas publicações. A média de alcance de cada publicação foi 10.000, com publicações atingindo picos de 230 mil pessoas.