jQuery(document).ready(function($){$('#aside .widget-archive > ul').addClass('fancy');});

Crianças caem no frevo no Polo Infantil

Polo infantil. Foto: Jan Ribeiro/Pref.Olinda
Polo infantil. Foto: Jan Ribeiro/Pref.Olinda

Arte educadoras ensinam variados passos de frevo para os pequenos foliões na grande tenda montada na Praça do Carmo

O Polo Infantil montado, no meio da Praça do Carmo, chama a atenção por sua irreverência e descontração. A criançada que passa pela tenda começa a observar o movimento e logo é cativada pela diversão com as sobrinhas coloridas.

Ao som do frevo, as arte educadoras ensinam os primeiros passos da tradicional dança carnavalesca aos pequenos foliões que, sem medo, colocam em prática o que aprenderam na frente de todos. Acompanhados dos pais, que também não ficam parados, a meninada se solta, brinca e pula o carnaval como gente grande.

No início, os pequenos sentem um pouco de receio ao ter o primeiro contato com os movimentos do frevo, mas isso não é um grande problema, pois a primeira lição é a calma e paciência para aprender. Passos como a “dobradiça”, “tesoura”, “ferrolho” e “parafuso” começam a ganhar vida nos pés da criançada, junto a alegria de dançar com a sobrinha na mão.

Para os pais da pequena Catarina Cabral, de apenas dois anos, o Polo Infantil é uma oportunidade de mostrar o carnaval para a filha, sem se arriscar muito na multidão. “Com uma criança não dá para se aventurar muito pelas ladeiras. Por isso, preferimos ficar aqui, que é mais tranqüilo”, conta Silvana Cabral, mãe de Catarina.