jQuery(document).ready(function($){$('#aside .widget-archive > ul').addClass('fancy');});

Olinda recebe a Noite Para os Tambores Silenciosos

Noite para os Tambores Silenciosos no Carnaval 2010. Foto: Passarinho/Pref.Olinda
Noite para os Tambores Silenciosos no Carnaval 2010. Foto: Passarinho/Pref.Olinda

Nesta segunda-feira (28/02), o Sítio Histórico de Olinda será palco de um espetáculo misto de carnaval e religião. A tradicional Noite Para os Tambores Silenciosos acontece pelo sétimo ano na cidade e tem como objetivo o resgate da cultura religiosa dos maracatus. A ação é fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Olinda, Associação dos Maracatus e o Grupo Cultural Maracatudo Camaleão.

Neste ano, o ritual contará com a participação dos seguintes maracatus: Leão Coroado, Nação Badia, Camaleão, Axé da Lua, Nação de Luanda, Maracambuco, Nação Pernambuco e Estrela de Olinda. Como convidados, o Porto Rico e o Estrela Brilhante.

Os grupos se concentrarão a partir das 19h nos Quatro Cantos e seguirão em cortejo até o Largo do Rosário, em frente à Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos. Durante o percurso, cânticos, tambores e danças afro-brasileiras.

À meia-noite, uma onda de silêncio tomará conta das ladeiras. Neste momento, os maracatus pedem proteção aos seus ancestrais para o carnaval. Logo após, as escadarias da igreja são banhadas com perfume. A reverência afirma todos os valores e símbolos culturais agregados durante toda a história.

HISTÓRIA

Durante a escravidão, as Igrejas de Nossa Senhora do Rosário foram o único espaço reconhecido institucionalmente como dos negros e eram nelas que eles formalmente se expressavam.  Vieram depois os Maracatus, nascidos em Casas de Matriz Africana e os laços e a mística permaneceram ,mantendo a fé e o respeito por um espaço de expressão.

Portanto, o ritual da Noite Para os Tambores Silenciosos de Olinda acontece na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos como forma de afirmar todos os valores e símbolos agregados em mais de 450 anos de história.