jQuery(document).ready(function($){$('#aside .widget-archive > ul').addClass('fancy');});

Em novo local, abertura do Carnaval 2017 de Olinda terá Alceu Valença e Galo da Madrugada

Estrutura está sendo montada para receber a festa de abertura do Carnaval 2017 de Olinda. Foto: Clécio Dias/Prefeitura de Olinda
Estrutura está sendo montada para receber a festa de abertura do Carnaval 2017 de Olinda. Foto: Clécio Dias/Prefeitura de Olinda

Em Olinda, a festa de abertura do Maior Carnaval de Rua do mundo está marcada para esta quinta-feira (23.02). A concentração será a partir das 16h, no Largo do Amparo, no Sítio Histórico da Cidade Patrimônio da Humanidade. Às 17h, um grande cortejo em folia pela Rua do Amparo, passa pelos Quatro Cantos, Ribeira, Rua de São Bento e chega ao Palácio dos Governadores, sede da Prefeitura, na Rua de São Bento.

A folia estará garantida com a apresentação de quase 20 agremiações que fazem parte do tradicional cortejo. Entre eles estarão maracatus, blocos líricos, orquestras de frevo, e muito mais. A apoteose da festa de abertura será um grande show de Alceu Valença na frente da Prefeitura de Olinda. Destaque ainda para o encontro dos blocos do Homem da Meia-Noite e do Galo da Madrugada, na Marim dos Caetés. As duas agremiações voltam a se unir também para fazer a festa de abertura do Carnaval do Recife, na sexta-feira (24).

A escolha da sede da administração municipal como palco da abertura do Carnaval 2017 de Olinda é uma das principais mudanças da folia de Momo da cidade. Antes a festa era realizada na Praça do Fortim do Queijo, no bairro do Carmo. De acordo com o titular da pasta de Patrimônio Histórico e Cultura do município, Gilberto Sobral, a alteração do local da abertura tem o objetivo de valorizar as agremiações que desfilam na Cidade Alta. “Trazer os festejos para o Sítio Histórico, junto com a realização do tradicional cortejo, torna a abertura mais participativa”, comentou Sobral.

Atrações:
– Concentração no Largo do Amparo (16h)
– Início do Cortejo – Rua do Amparo, Quatro Cantos, Ribeira, Rua de São Bento, Prefeitura (17h)
– Troça Carnavalesca Cariri e a Orquestra do Maestro Oséas
– Clube Carnavalesco Misto Lenhadores de Olinda
– Clube Carnavalesco Misto Vassourinha de Olinda
– Maracatu Nação Leão Coroado
– Maracatu de Baque Solto Piaba de Ouro
– Troça Carnavalesca Mista Pitombeira dos Quatro Cantos
– Afoxé Povo de Odé
– Clube Carnavalesco Misto Elefante de Olinda
– Bloco de Berimbau
– Caboclinhos Canindé de São Lourenço
– Os Palhaços de Olinda
– Bloco Lírico Flor de Lira
– Clube de Fantasias Marim dos Caetés
– Escola de Samba Preto Velho
– Boi da Macuca
– Cia. Brasil por Dança
– Orquestra Henrique Dias
– Galo da Madrugada
– Homem da Meia-Noite
– Alceu Valença (22h30)

Abertura do Carnaval 2016 agitou o Polo Fortim

Multidão compareceu em peso ao Polo Fortim durante os shows de Combo X, Alceu Valença e Orquestra Contemporânea de Olinda. Foto: Vinicius Rodrigues/Pref.Olinda
Multidão compareceu em peso ao Polo Fortim durante os shows de Combo X, Alceu Valença e Orquestra Contemporânea de Olinda. Foto: Vinicius Rodrigues/Pref.Olinda

Em ‪#‎Olinda‬ já é ‪#‎Carnaval‬! Na quinta-feira (04) os shows de Alceu Valença, Combo X e da Orquestra Contemporânea de Olinda colocaram todo mundo pra pular no Polo Fortim, e o público não deixou por menos, mostrando que já está no pique para fazer uma linda festa durante os quatros dias do carnaval mais democrático do Brasil!

Quem aqui se divertiu demais ontem, levanta a mão! o/

#Olinda, melhor de se viver, maior curtição do nosso carnaval! Confira a programação completa das agremiações e dos polos do ‪#‎CarnavalDeOlinda‬: http://carnaval.olinda.pe.gov.br/carnaval-2016/programacao

Alceu Valença é o grande homenageado do carnaval 2016

Alceu Valença nos falou da emoção de ser o grande homenageado do #Carnaval 2016. “Quando me homenageiam, estão homenageando a nossa própria cultura, a cultura pernambucana que é muito diversa”.

E no dia 24 de março, estréia nos cinemas o filme “A Luneta do Tempo”, escrito e dirigido por Alceu e que de quebra, ainda atua na obra. O musical ganhou o prêmio de melhor trilha sonora e melhor direção de arte, no Festival de Cinema de Gramado. Esse cabra é um danado, mesmo!

#Olinda, melhor de se viver, maior curtição do nosso carnaval! Confira a programação completa das agremiações e dos polos do #CarnavalDeOlinda: carnaval.olinda.pe.gov.br/carnaval-2016/programacao

Abertura Oficial do Carnaval 2014 encanta a multidão em Olinda

Ontem (27) Alceu Valença, Ópera Bajado e Patusco, encantaram quem prestigiou a abertura do Carnaval no Fortim.

A Ópera Bajado, trouxe a arte de um dos homenageados do Carnaval 2014 na cidade, Bajado, completamente musicada. Alceu Valença colocou a massa para cantar, embalada por suas canções que já são hinos populares, assim como através de clássicos do frevo. Já o Patusco, colocou todo mundo para sambar no Fortim do Queijo.

Hoje no Polo do Fortim teremos a partir das 17h20 uma excelente programação com a Banda de Pau e Corda, Luciano Padilha, Dino Braia, Rogério Rangel, Pedro Salustiano, Rabeca Encantada e Don Tronxo.

Veja a programação, imagens e serviços públicos do carnaval mais democrático do Brasil no Site Oficial do Carnaval de Olinda: http://carnaval.olinda.pe.gov.br/

Show de abertura do Carnaval traz Alceu, Samba e lirismo para Olinda

A Ópera Bajado é toda inspirada nas obras do artista plástico pernambucano Bajado. Foto: facebook.com/pages/Ópera-Bajado
A Ópera Bajado é toda inspirada nas obras do artista plástico pernambucano Bajado. Foto: facebook.com/pages/Ópera-Bajado

A abertura do Carnaval de Olinda na próxima quinta-feira (27), no Fortim do Queijo, no Carmo, terá shows de Alceu Valença, Ópera Bajado e Patusco, trazendo ao mesmo tempo irreverência, samba e lirismo para a festa de Momo e dando as boas vindas ao folião.

Ópera Bajado

A Ópera Bajado é um projeto que foi fomentado há dez anos, pelo maestro e saxofonista olindense Ivan do Espírito Santo, baseado na obra do artista plástico Bajado.

Para elaborar o projeto e as 18 músicas que compõem a Ópera, Ivan observou 29 quadros de Bajado, expostos no salão nobre da Prefeitura de Olinda. São violinos, violas, violoncelos, piano, flautim, flauta, saxofones, trompetes, trombones, tuba, percussões e bateria, executados por trinta músicos egressos da Orquestra Sinfônica do Recife e da orquestra do Grêmio Musical Henrique Dias, de Olinda.

Euclides Francisco Amâncio, o Bajado, foi um artista plástico que veio da Mata Sul de Pernambuco, mas que ganhou notoriedade pintando o Carnaval e o cotidiano do povo de Olinda.

Faleceu em 1996, aos 84 anos, sem nunca deixar de se retratar como “um artista de Olinda”. O maestro Ivan considera Bajado como o principal cronista da vida olindense.

O consagrado artista pernambucano Alceu Valença, é uma das atrações que abrem o carnaval de Olinda. Foto: Passarinho/Pref.Olinda
O consagrado artista pernambucano Alceu Valença, é uma das atrações que abrem o carnaval de Olinda. Foto: Passarinho/Pref.Olinda

Alceu Valença

Nasceu no interior de Pernambuco, nos limites do Sertão com o Agreste. É considerado um artista que atingiu maior equilíbrio estético entre as bases musicais nordestinas com o universo dos sons elétricos da música pop.

Influenciado pelos negros maracatus, cocos e repentes de viola, Alceu conseguiu utilizar a guitarra – influenciado pelo Rock and Roll de Elvis Presley -, assim como o baixo elétrico e, mais tarde, o sintetizador eletrônico nas suas canções.

Em 1969, recém formado em Direito no Recife, desiste das carreiras de advogado e jornalista e resolve investir na música. Em 1971, vai para o Rio de Janeiro com o amigo e incentivador Geraldo Azevedo. Começa a participar de festivais universitários, como o da TV Tupi com a faixa Planetário. Em 1980, lança o LP Coração Bobo (Ariola), cuja música de mesmo nome faz sucesso nas rádios de todo o país, revelando o nome de Alceu Valença para o grande público. Apresenta-se em vários estados brasileiros.
Hoje é referência artística nacional.

O Patusco promete colocar o folião para sambar na abertura do Carnaval da cidade. Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda
O Patusco promete colocar o folião para sambar na abertura do Carnaval da cidade. Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda

Patusco

No carnaval de 1972, a Empresa de Turismo do Estado (Empetur) resolveu organizar um grande concurso de fantasias. Na época, os seguidores e membros dessa grande festa, que queriam estar com aquela família, resolveram se fantasiar de Pato. O que não contavam era com a necessidade de o grupo, que se candidatou ao concurso, ter um nome. Eis que surge o Patusco.

Desde então Patusco virou sinônimo de Carnaval, de festa e de farra. Depois, com o tempo, a família Vasconcelos Guimarães foi crescendo e tomando forma, virou a própria família Patusco que todos os anos arrasta milhares de pessoas pelas ladeiras de Olinda.

O Patusco nasceu do carnaval, nas ladeiras de Olinda, uma mobilização de saudosos foliões que há 49 anos faz festa, levando alegria para as multidões.

Veja mais