jQuery(document).ready(function($){$('#aside .widget-archive > ul').addClass('fancy');});

Não tem dieta para alegria na Terça-Feira de Carnaval em Olinda

Patusco arrasta uma multidão pelas ruas do Sítio Histórico. Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda
Patusco arrasta uma multidão pelas ruas do Sítio Histórico. Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda

Terça-Feira Gorda!!! Oficialmente mais de 90 blocos, troças e agremiações desfilam hoje, levando os foliões ao delírio. É uma fartura de irreverência, criatividade e beleza, acompanhadas de um som contagiante, que enlaça e não deixa ninguém ficar parado. Esses são alguns dos ingredientes que fazem do Carnaval de Olinda o mais popular e democrático do mundo.

Entre as diversas atrações, hoje tem Patusco, Ceroula, Pitombeira dos Quatros Cantos, Eu Acho é Pouco e desfile de Blocos Líricos saindo do Largo do Amparo. Tem ainda o tradicional desfile com cerca de cem Bonecos Gigantes de Olinda.

Os 11 Pólos oferecem também shows e atrações diversas. No do Fortim, por exemplo, tem Siba e orquestra, Maestro Duda e Claudionor Germano. Confira a programação completa em nosso site e venha brincar com a gente!!!

Terça Lírica de Olinda com novo percurso

Foto: Passarinho/Pref.Olinda
Foto: Passarinho/Pref.Olinda

A Terça Lírica de Olinda este ano faz novo percurso com cortejo da Praça São Pedro, Rua Prudente de Morais, Rua Bernardo Vieira, Rua São Bento e Sítio de Seu Reis. Participam dez blocos com iniciativa da Associação Veredas em parceria com a Liga dos Blocos Líricos de Pernambuco, a partir das 20h.

Entre os participantes, os blocos Flor da Lira de Olinda, Eu Quero Mais, Cordas e Retalhos, Um bloco em poesia, Menestréis do Paulista, Amantes das Flores de Camaragibe, Seresteiros de Salgadinho, Com Você no Coração, Flor do Eucalipto e Flabelo Encantado.

Flor da Lira de Olinda e Recife desfilam juntos em Olinda

O Baile Monumental é realizado pelo Flor da Lira todos os anos durante as prévias do Carnaval – Foto: Jan Ribeiro/Pref.Olinda
O Baile Monumental é realizado pelo Flor da Lira todos os anos durante as prévias do Carnaval – Foto: Jan Ribeiro/Pref.Olinda

Os blocos líricos Flor da Lira de Olinda, fundado em 1975, e Flor da Lira do Recife, fundado em 1920, desfilaram juntos pela 1ª vez, nesta sexta-feira (25), pelas ladeiras do Sítio Histórico de Olinda. Saindo do Largo do Amparo com destino à Ribeira, os blocos atraíram grande número de pessoas durante seu percurso, que aqueceu os foliões para o 13º Baile Monumental, realizado pelo Flor da Lira de Olinda.

O Baile Monumental é público, popular, e todos os anos presta homenagem à incentivadores e fomentadores da cultura, através do Troféu Amigos da Cultura e da medalha Teodomiro Pereira (grande carnavalesco e fundador do bloco em Olinda). Este ano, o prêmio que já foi entregue a nomes como Gilberto Gil e Levi Leite, foi oferecido a Madalena Arraes, esposa do ex-governador Miguel Arraes e primeira pessoa a viabilizar o Projeto Veredas (associação que trabalha os patrimônios materiais e imateriais de Olinda).

Os blocos líricos tem como característica a dedicação de seus componentes, que apesar de todas as dificuldades, há vários anos colocam os blocos na rua. Como Dona Anunciada, integrante do Flor da Lira de Olinda há 15 anos, segundo ela: “ Tenho maior prazer de sair todo ano, para mim não existe outra diversão”. Já em Recife, Seu Adeildo, que há 20 anos é presidente do Flor da Lira, diz: “Se eu não colocar esse bloco na rua não tenho alegria na minha vida, só vou deixar quando morrer”.

Porém, também se vê uma nova geração fazendo parte desse tipo de carnaval, como os irmãos Alex, 15, e Anderson, 21, flabelistas do Flor da Lira de Recife. Incentivados pela família, eles aprenderam a valorizar e amar o bloco, garantindo a continuidade da tradição.