jQuery(document).ready(function($){$('#aside .widget-archive > ul').addClass('fancy');});

Vassourinhas faz a “buscada” do estandarte nesta sexta-feira

Foto: Passarinho/Pref.Olinda
Foto: Passarinho/Pref.Olinda

Em homenagem aos 100 anos do Clube Vassourinhas, a agremiação irá buscar o estandarte de comemoração de aniversário nesta sexta-feira (27), na Prefeitura de Olinda. O clube sairá da sede, no Largo do Amparo, às 19h, em direção ao salão nobre da prefeitura. Pelas ruas do Sítio Histórico, o clube seguirá com orquestra, grupo de passista e toda a diretoria da agremiação para fazer a “buscada” do estandarte. A festa se encerra no Largo do Guadalupe.

Ainda sobre as comemorações do aniversário, o Vassourinhas faz a sua saída oficial do Largo do Guadalupe no domingo de Carnaval. Já na Terça-feira Gorda, dia 21 de fevereiro – data real do aniversário do clube – haverá o grande encontro entre o Clube Vassourinhas de Olinda e o Clube Vassourinhas do Recife. O encontro será em frente a Prefeitura de Olinda, às 19h.

“Realmente, este é um momento bem significativo para mim, pois tenho a honra de estar presidindo o clube durante as comemorações do centenário”, salienta, com entusiasmo, Erivelto Paes Barreto, presidente do Vassourinhas de Olinda há nove anos e membro da agremiação carnavalesca, há 39.

O clube nasceu em 1912, como Clube Carnavalesco Misto Vassourinhas de Olinda. A primeira diretoria do clube foi composta exclusivamente por mulheres negras. No decorrer de sua história, sempre teve como seu maior rival o Clube C.M Lenhadores Olindenses. Para comemorar os 100 anos de folia, o clube vai desfilar pelas ladeiras do Sítio Histórico mostrando seu estandarte, passistas, adereços, cores e todos os ingredientes da maior festa carnavalesca.

Veja mais

“Segundo o maior historiador do carnaval de Olinda, José Ataíde, esta composição (Música, Mulheres e Flores, de Lídio Macacão) do repertório do Clube Vassourinhas de Olinda é considerada uma obra-prima da música do carnaval de Olinda, que continua fazendo sucesso em todos carnavais” (Fonte: O Nordeste.com).