jQuery(document).ready(function($){$('#aside .widget-archive > ul').addClass('fancy');});

Alceu Valença é o grande homenageado do carnaval 2016

Alceu Valença nos falou da emoção de ser o grande homenageado do #Carnaval 2016. “Quando me homenageiam, estão homenageando a nossa própria cultura, a cultura pernambucana que é muito diversa”.

E no dia 24 de março, estréia nos cinemas o filme “A Luneta do Tempo”, escrito e dirigido por Alceu e que de quebra, ainda atua na obra. O musical ganhou o prêmio de melhor trilha sonora e melhor direção de arte, no Festival de Cinema de Gramado. Esse cabra é um danado, mesmo!

#Olinda, melhor de se viver, maior curtição do nosso carnaval! Confira a programação completa das agremiações e dos polos do #CarnavalDeOlinda: carnaval.olinda.pe.gov.br/carnaval-2016/programacao

Bajado: Um artista de Olinda é o tema da cenografia do Carnaval 2014

Bajado – Euclides Francisco Amâncio, nasceu em Maraial, no interior de Pernambuco, em 1912. É de todas as eras cidadão amantíssimo de Olinda. Artista plástico múltiplo, chargista, letreirista, cartazista, pintor de quadros e murais retratando a vida de Olinda e a Olinda da vida.

Em 1930, depois de passar por Catende, se muda para Olinda de onde não sai nunca mais. Da janela da sua casa, na Rua do Amparo, sem querer e sem saber parodiou o grande mestre Cícero Dias transformando o seu dizer em: “Eu vi o mundo… Ele começava em Olinda”, ao invés de “Eu vi o mundo… Ele começava no Recife”.

Trabalha como letreirista de cartazes e operador de máquinas no Cine Olinda. Paralelo a isso, pintava o sete onde fosse chamado. Pintura e cinema eram suas duas paixões.

A arte de Bajado é uma homenagem para Olinda de onde retrata, sobretudo, o cotidiano e o carnaval com seus blocos e personagens como O Homem da Meia Noite, a Pitombeira e o Elefante.
A arte de Bajado é uma homenagem para Olinda de onde retrata, sobretudo, o cotidiano e o carnaval com seus blocos e personagens como O Homem da Meia Noite, a Pitombeira e o Elefante.

Reagindo ao ver o Mercado da Ribeira vendendo obras de artistas de todas as procedências sem priorizar os de Olinda e simultaneamente querendo criar seu próprio diferencial, passa a assinar seus trabalhos como “Bajado: um artista de Olinda”.

O encontro com o marchand italiano/olindense Giuseppe Baccaro, ocorrido nos anos de 1970, foi decisivo para o seu trabalho. A partir daí, Bajado expõe suas pinturas dentro e fora do Brasil. Uma pintura de louvação a Olinda de onde retrata, sobretudo, o cotidiano e o carnaval com seus blocos e personagens como O Homem da Meia Noite, a Pitombeira e o Elefante.

Bajado faleceu em 1996, já sem mais poder pintar vitimado pela catarata, aos 84 anos de idade. Ainda assim, permaneceu até o fim da vida na sua janela mirante, onde cumprimentava os passantes, a todos, pobres, ricos, poderosos e humildes. Desse mirante, sentia a cidade, suas cores, seus folguedos, sua alegria prosaica e singela de uma Olinda que temia resistente em permanecer fiel ao seu artista e que nesse carnaval lhe rende o justo tributo e a devida e sincera homenagem.

Germano Coelho, o homenageado do Carnaval de Olinda 2012

O ex-prefeito Germano Coelho durante a entrevista coletiva do Carnaval 2012 - Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda
O ex-prefeito Germano Coelho durante a entrevista coletiva do Carnaval 2012 - Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda

No ano em que Olinda comemora os 30 anos do título de Cidade Patrimônio Cultural da Humanidade, a Prefeitura presta uma justa homenagem ao principal articulador da comenda, o ex-prefeito Germano Coelho. Ele será o homenageado no Carnaval deste ano e, durante a coletiva que anunciou os detalhes da Folia de Momo, Coelho se mostrou bastante emocionado e grato pela escolha.

Para o prefeito Renildo Calheiros, “Germano Coelho é uma figura importante na história política e cultural de Olinda”. Foi na sua gestão que a cidade recebeu o título de Patrimônio Cultural da Humanidade e o carnaval ganhou força como festa popular e democrática. Inspirado nisso, Renildo apresentou para 2012 uma folia como as de antigamente com os blocos e as pessoas fantasiadas nas ruas.

“Eu me sinto imensamente feliz por estar ao lado dos grandes nomes do carnaval de Olinda (referindo-se às agremiações). Eu não vim para ser homenageado, vim para homenagear o carnaval de Olinda”, disse Germano Coelho, durante a coletiva. Ele foi prefeito da Cidade em duas oportunidades e, atualmente, é superintendente do Centro de Integração Empresa Escola de Pernambuco (CIEE-PE).

A escolha do homenageado acontece por decisão da Prefeitura em parceria com a Associação Carnavalesca de Olinda, a Liga Olindense de Agremiações e Fantasias, a Liga dos Bonecos Gigantes, além de outros grupos locais.