jQuery(document).ready(function($){$('#aside .widget-archive > ul').addClass('fancy');});

Noite para os Tambores Silenciosos valorizou cultura afro nesta segunda-feira

Cortejo com dez nações de maracatu movimentou Quatro Cantos. Foto: Jan Ribeiro/Pref.Olinda
Cortejo com dez nações de maracatu movimentou Quatro Cantos. Foto: Jan Ribeiro/Pref.Olinda

Foi um 9 de fevereiro especial. Não apenas pelas comemorações do Dia do Frevo. A noite desta segunda-feira pré-carnavalesca se encerrou com muita alegria num encontro especial de dez nações de maracatu e em uma bela homenagem em memória do Pai Edu, babalorixá do Palácio de Iemanjá falecido em 2011. A Noite para os Tambores Silenciosos reuniu olindenses e turistas, que saíram em cortejo dos Quatro Cantos ao Largo da Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, onde no passado os negros tinham liberdade religiosa.

A noite teve início, às 18h, no Palácio de Iemanjá, que abriu as portas ao público e recebeu ainda o Maracatu Nação Maracabalde Estrela Vermelha, formado por garotos de sete a 14 anos do bairro dos Coelhos, no Recife. O grande diferencial do grupo está no aproveitamento de baldes de plástico e latas para a formação do som, além, é claro, do talento e desenvoltura dos pequenos e do mestre mirim Otávio, 13 anos. “É a primeira vez que tocamos em Olinda. Já ouvi falar da Noite para os Tambores Silenciosos e estou ansioso para participar”, comentou.

Depois da apresentação, houve uma louvação com canto e dança para os orixás, pedindo a proteção a todos. A mãe Yakekerê e filha do homenageado Pai Edu, Juliana Barbosa, comentou o momento da homenagem. “Não só eu como todos aqui estamos muito felizes por manter a casa ativa e a tradição”, disse. Juliana recebeu o prefeito de Olinda, Renildo Calheiros, que acompanhou a cerimônia ao lado do secretário de Patrimônio e Cultura, Lucilo Varejão, e do secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Maurício Galvão. “Pai Edu foi uma figura humana muito importante para a cultura afro e para Olinda. É uma justa homenagem nessa festa magnífica que conferimos hoje”, afirma Varejão.

Quem também acompanhou a cerimônia no Palácio de Iemanjá com um olhar atento foi o pesquisador e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Nei Rocha. O carioca ficou impressionado ao perceber que se trata de uma tradição repassada por gerações. “Esse legado cultural jorra naturalmente nas crianças. Algo que também me fascina é esse sincretismo religioso dos orixás com a Igreja Católica e essa tênue divisão de território entre o sacro e o profano, tão interligados. É uma das expressões mais genuínas que já vi”, refletiu após a visita ao Palácio enquanto observava o cortejo de maracatus nos Quatro Cantos.

Outro que veio de longe foi o também professor universitário Daniel Gaio. Morador de Belo Horizonte, já viveu em Pernambuco há alguns anos e agora volta para passar a semana pré e o Carnaval, ao lado dos amigos. “Vim há muitos anos, mas quase não lembrava. Achei muito interessante essa ideia do encontro nos Quatro Cantos e do cortejo”, expressou pouco antes de seguir em direção à Igreja do Rosário.

Multidão acompanha Noite Para os Tambores Silenciosos em Olinda

O que resiste, insiste e mobiliza a comunidade para apresentar as suas armas: tambores, vestidos, calungas e estandartes. A Noite Para os Tambores Silenciosos reverberou nas ladeiras do Sítio Histórico nesta segunda-feira, e trouxe para a rua milhares de pessoas.

Entre os foliões que se aglomeravam nos Quatro Cantos desde às 19h, maracatus nação desfilaram e convidaram todos para um cortejo de batuques e muita tradição pelas ladeiras.

O cortejo, que neste ano homenageou Mãe Biu da Xambá, finalizou na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos com uma grande celebração para abrir a semana que termina em Momo.

A prefeitura de Olinda apoiou o evento e viabilizou recursos para a sua realização. A celebração dos maracatus de Olinda é realizada pela pela Associação dos Maracatus de Olinda, Confraria de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos da cidade, pela FUNDARPE e também conta com o apoio do IPHAN.

Hoje (24) a Noite para os Tambores Silenciosos reverencia as raízes africanas de Olinda

Todos os grupos de Maracatu se reunirão nos Quatro Cantos, às 18h, e seguirão em cortejo pela Rua do Amparo em direção a Igreja Nossa Senhora dos Homens Pretos, no Bom Sucesso. Foto: Passarinho/Pref.Olinda
Todos os grupos de Maracatu se reunirão nos Quatro Cantos, às 18h, e seguirão em cortejo pela Rua do Amparo em direção a Igreja Nossa Senhora dos Homens Pretos, no Bom Sucesso. Foto: Passarinho/Pref.Olinda

Acontece hoje (24) um dos eventos da cultura afro-brasileira, mais aguardados pelos foliões, a Noite para os Tambores Silenciosos. Carregada de cultura e simbolismos a 9º edição do desfile contará com nove grupos de Maracatu de Olinda e dois convidados.

Todos os grupos de Maracatu se reunirão nos Quatro Cantos, às 18h, e seguirão em cortejo pela Rua do Amparo em direção a Igreja Nossa Senhora dos Homens Pretos, no Bom Sucesso. À meia noite os grupos param de tocar e fazem silêncio em memória dos ancestrais, além de pedir licença e proteção para tocar no Carnaval.

A Noite dos Tambores Silenciosos deste ano será em memória de Mãe Biu de Xambá, que plantou na Cidade as raízes de sua Nação, preservando os legados recebidos e deixando consolidada a casa de Santa Bárbara, que é referência brasileira e reconhecida como Quilombo Urbano e guardiã da cultura religiosa Xambá.

A Prefeitura de Olinda apoia o evento e conseguiu recursos para sua realização. A Noite dos Tambores Silenciosos é realizada pela Confraria de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos de Olinda, pela Associação dos Maracatus de Olinda, pela FUNDARPE e também conta com o apoio do IPHAN.

Confira a lista completa dos grupos de Maracatu que vão participar do encontro

Maracatu Nação Leão Coroado; Maracatudo Nação Camaleão; Maracatu Nação Badia; Maracatu Nação Peixinhos; Maracatu Nação de Luanda; Maracatu Nação Maracambuco; Maracatu Nação Pernambuco; Maracatu Nação Estrela de Olinda e Maracatu Nação Tigre.

Carnaval 2014 – Agenda das Prévias – 21 a 24 de fevereiro

As prévias se estenderão até a segunda-feira (24), com a Noite Para os Tambores Silenciosos, que promove encontro de agremiações de maracatu. Foto: Williams Aguiar/ Pref.Olinda
As prévias se estenderão até a segunda-feira (24), com a Noite Para os Tambores Silenciosos, que promove encontro de agremiações de maracatu. Foto: Williams Aguiar/ Pref.Olinda

Já é carnaval nas ruas e ladeiras de Olinda. E as prévias desse fim de semana (21, 22 e 23) se estenderão um pouco mais. É que na segunda-feira (24) haverá a XII Noite Para os Tambores Silenciosos, com a celebração de várias agremiações de maracatu.

Confira a programação completa:

Sexta dia 21/02

  • Baile Monumental de Olinda (grande encontro de blocos líricos)

Local: Mercado da Ribeira
Horário: 20h
Atrações: Bloco Flôr da Lira de Olinda; Blocos Menestréis de Paulista; Folguedos de Surubim; Seresteiros de Salgadinho; Bloco de Máscaras Trovadores em Folia; Paulo Pecado e sua banda e o grupo Batuketu.

  • Habeas Copus

Local: Clube Atlântico
Horário: 19h

Sábado dia 22/02

  • Corrida dos Bonecos Gigantes

Concentração: Mercado da Ribeira
Horário: 09h

  • Ensaio Grupo Conxitas

Local: Praça do Carmo
Horário: 16h

  • Bloco Mangue Beat

Local: Casas da Cidadania da Cidade de Olinda – Av. Sigismundo Gonçalves, 700, Carmo.
Horário: 17h

O Bloco Mangue Beat anima as prévias no sábado (22). Foto: Divulgação/Bloco Mangue Beat
O Bloco Mangue Beat anima as prévias no sábado (22). Foto: Divulgação/Bloco Mangue Beat

Domingo dia 23/02/2014

  • Virgens do Bairro Novo

Concentração: Praça 12 de Março
Horário: 08h

  • Desfile do Bloco infantil Pitombeirinha dos Quatro Cantos

Local: Sede da Pitombeira dos Quatro Cantos
Horário: 8h

  • Prévia do bloco Cabeça de Galo (1° Baile social da família olindense)

Local: Clube Atlântico de Olinda
Horário: 11h
Entrada: R$ 30,00 + 1 pacote de fralda geriátrica | Área Vip (mesa para 4 pessoas) R$ 150,00 + 1 pacote de fralda geriátrica
Atrações: Orquestra do maestro Adelmo Apolônio, com participação especial do músico Israel de FRança; Orquestra Folia Pernambucana, do maestro Moacyr Millet; artistas convidados: Claudionor Germano, André Rio, Getúlio Cavalcanti, Tito Lívio, Jota Mechilles, Silvério Pessoa, Amauri Andrade, Fátima Marinho, Zuza Miranda & Thaís, Ed Carlos, Carlinhos Kaêtes e Cylene Araújo.

  • Ensaio Grupo Conxitas 

Local: Praça do Carmo
Horário: 14h

  • Ensaio Grupo Batuques de Pernambuco 

Local: Praça do Carmo
Horário: 15h

  • Ensaio Grupo Batadoni 

Local: Praça do Carmo
Horário: 15h

  • Ensaio da Pitombeira dos Quatro Cantos 

Local: Sede do Clube na 27 de Janeiro
Horário: 13h

  • Ensaio da Bateria Cabulosa 

Local: Rua da Boa Hora
Horário: 16h

  • Prévia do Ceroula de Olinda

Concentração: Em frente à Biblioteca Pública de Olinda
Horário: 16h

Segunda 24/02/2014

  • Noite Para os Tambores Silenciosos (celebração dos Maracatus)

Local: Rua Prudente de Moraes
Horário: 19h
Agremiações presentes: Maracatu Nação Leão Coroado; Maracatu Nação Camaleão; Maracatu Nação Badia; Maracatu Nação Axé da Lua; Maracatu Nação de Luanda; Maracatu Nação Pernambuco; Maracambuco; Maracatu Tigre e Maracatu Nação Estrela de Olinda.

Noite Para os Tambores Silenciosos de Olinda busca proteção para o Carnaval 2013

O Maracatu Nação Tigre desfila pelas ladeiras do sítio histórico de Olinda. Foto: Williams Aguiar/Pref.Olinda
O Maracatu Nação Tigre desfila pelas ladeiras do sítio histórico de Olinda. Foto: Williams Aguiar/Pref.Olinda

A sétima edição da Noite Para os Tambores Silenciosos de Olinda aconteceu nesta segunda-feira (4) no Sítio Histórico com cortejo de maracatus nos Quatro Cantos de Olinda até o Largo do Rosário dos Homens Pretos, no Bonsucesso. Quem abriu a noite foi o Maracatu Leão Coroado, que comemora 150 anos em dezembro de 2013 e este ano recebe o reconhecimento da Prefeitura de Olinda. O evento contou com a presença do prefeito Renildo Calheiros, que prestigiou a noite dedicada aos ancestrais para proteção do Carnaval.

“É o encontro das nossas raízes e um momento muito especial do nosso Carnaval. A cada ano é mais prestigiado por gente de todos os lugares do mundo, que vem observar a beleza que é este espetáculo de raiz, história, feito pela população”, comentou Renildo Calheiros.

A turista de Aracaju Marta Ramos gostou do que viu. “É a primeira vez que vejo, mas estou achando maravilhoso. As tradições daqui são lindas. Queria voltar todo ano”, afirmou. Já a pernambucana Marta Lorena, moradora de Recife, fez questão de voltar pela segunda vez. “A gente que é de Pernambuco acha tudo ainda mais bonito e emocionante.”

A Noite para os Tambores Silenciosos é uma realização da Prefeitura de Olinda, do Governo de Pernambuco e da Associação dos Maracatus. Religiosidade e valorização da cultura afro são os motes do evento. Este ano, houve a participação do Maracatu Leão Coroado, Maracatu Nação Camaleão, Maracatu Nação Badia, Maracatu Nação Axé da Lua, Maracatu Nação de Luanda, Maracatu Nação Maracambuco, Maracatu Nação Estrela de Olinda, Maracatu Nação Pernambuco e Maracatu Nação Tigre.

De acordo com o mestre Afonso, do Leão Coroado, “a cerimônia louva os ancestrais e oficializa para pedir proteção para um bom Carnaval”. Ao longo do percurso, o público confere os cânticos, o batuque dos tambores e danças afro. À meia noite, o tradicional silêncio em memória dos ancestrais, pedindo a proteção. O simbolismo da Igreja do Rosário dos Homens Pretos está em ter sido o espaço onde outrora os negros tinham a liberdade de manifestação onde podiam exercer sua religiosidade.

Olinda terá esquenta de Carnaval na última sexta-feira de 2011

Passistas do Clube Carnavalesco Misto Elefante de Olinda. Foto: Cristiana Dias/Fundarpe
Passistas do Clube Carnavalesco Misto Elefante de Olinda. Foto: Cristiana Dias/Fundarpe

Com o término de 2011, faltam oficialmente menos de dois meses para a festa mais popular de Olinda: o carnaval. E por saber que a população da velha Marim dos Caetés, ou melhor, do Grande Recife, já associa o período de fim de ano com o começo da festa momesca, a Prefeitura de Olinda, com apoio do Ministério do Turismo, vai realizar, na última sexta-feira do ano, dia 30, a abertura do calendário de carnaval para 2012.

Esse esquenta carnavalesco acontece no Mercado da Ribeira, no Sítio Histórico, a partir das 20h. Será de lá que as agremiações Elefante, Maracatudo e Maracatu Estrela de Ouro de Aliança vão sair como se já estivessem em plena festa carnavalesca. Os foliões seguirão as agremiações pelas ruas de São Bento e 27 de Janeiro até a chegada no Parque do Carmo, onde a animação vai fazer o público sentir-se como se já fosse carnaval de verdade.

“O carnaval de Olinda é a festa mais popular do planeta e por isso, decidimos presentear a população com o que pode ser considerado um esquenta, um ensaio aberto ou simplesmente uma mostra do que o carnaval de Olinda tem de melhor”, explica a secretária de Patrimônio e Cultura de Olinda, Márcia Souto.

Serviço:

Abertura do calendário de carnaval para 2012
Sexta, 30/01 às 20h no Mercado da Ribeira
Ruas de São Bento e 27 de Janeiro até o Parque do Carmo
Agremiações: CCM Elefante, Maracatudo e Maracatu Estrela de Ouro de Aliança