jQuery(document).ready(function($){$('#aside .widget-archive > ul').addClass('fancy');});

Noite para os Tambores Silenciosos de Olinda reverencia fé e cultura afro

Foto: Passarinho/Pref.Olinda
Foto: Passarinho/Pref.Olinda

A segunda-feira da semana pré-carnavalesca tem um significado todo especial em Olinda, por ser o dia não apenas da manifestação da fé, como também uma louvação à cultura afro e aos ancestrais em um espetáculo emocionante. Trata-se da Noite Para os Tambores Silenciosos, que está na sua 11ª edição. Os grupos saem em cortejo com concentração às 20h, nos Quatro Cantos, e com destino ao Largo do Rosário dos Homens Pretos, no Bonsucesso. Este ano, a homenagem é para o Babalorixá Pai Edu em memória ao legado do Palácio de Iemanjá (Praça do Alto da Sé, s/n).

São dez maracatus participantes, sendo a cerimônia aberta pelo Maracatu Leão Coroado e dirigida pelo seu Mestre Afonso Aguiar. Do ponto inicial, seguem os maracatus em cortejo pela rua do Amparo para o Largo da Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos.

Um espetáculo de raiz, tradicional e histórico, a Noite para os Tambores Silenciosos costuma atrair a curiosidade de gente do mundo inteiro. Durante o cortejo, o público pode aguçar os ouvidos com sons que vão desde o batuque dos tambores até os cânticos. O ponto alto acontece justamente no silêncio respeitoso, que pede a proteção e reverencia a memória dos ancestrais, à meia noite na Igreja do Rosário dos Homens Pretos. No passado, ali os negros tinham liberdade de manifestação da sua religiosidade.

Maracatus de Olinda – 2015

Maracatu Nação Tigre;
Maracatu Nação Axé da Lua;
Maracatu Badia;
Maracatu Nação Pernambuco;
Maracatu Nação Camaleão;
Maracatu Nação Leão Coroado;
Maracatu Nação Maracambuco;
Maracatu Estrela de Olinda;
Maracatu Nação de Luanda
Convidado;
Maracatu Raízes de Pai Adão.

Homenageado

O Babalorixá Pai Edu, fundador do Palácio de Iemanjá, destaca-se pela sua história religiosa/social e atuação política na resistência do povo de Santo no Brasil. Eduim Barbosa da Silva, olindense de Rio Doce, nasceu em 1 de maio de 1934 em uma família de 15 irmãos. Inicialmente, pensava ser padre, mas sua verdadeira vocação o leva em 1951 para a casa que depois ele reconstrói transformando-a em Palácio de Iemanjá, no Alto da Sé. Iniciado no Candomblé por José Romão Felipe da Costa e Mãe Bernardina do Sítio de Pai Adão, o também Juremeiro, Pai Edu, nos anos 60 consegue fazer o Palácio de Iemanjá um dos centros mais conhecidos no Brasil no que se refere à cultura de matriz afro/indígena/católica brasileira.

Serviço

Local da apoteose: Pátio do Rosário dos Homens Pretos
Data: 09.02.15
Hora: 20h – 0h, concentração nos Quatro Cantos
Itinerário: Quatro Cantos > Rua do Amparo > Pátio da Igreja do Rosário dos Homens Pretos.

Multidão acompanha Noite Para os Tambores Silenciosos em Olinda

O que resiste, insiste e mobiliza a comunidade para apresentar as suas armas: tambores, vestidos, calungas e estandartes. A Noite Para os Tambores Silenciosos reverberou nas ladeiras do Sítio Histórico nesta segunda-feira, e trouxe para a rua milhares de pessoas.

Entre os foliões que se aglomeravam nos Quatro Cantos desde às 19h, maracatus nação desfilaram e convidaram todos para um cortejo de batuques e muita tradição pelas ladeiras.

O cortejo, que neste ano homenageou Mãe Biu da Xambá, finalizou na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos com uma grande celebração para abrir a semana que termina em Momo.

A prefeitura de Olinda apoiou o evento e viabilizou recursos para a sua realização. A celebração dos maracatus de Olinda é realizada pela pela Associação dos Maracatus de Olinda, Confraria de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos da cidade, pela FUNDARPE e também conta com o apoio do IPHAN.

Hoje (24) a Noite para os Tambores Silenciosos reverencia as raízes africanas de Olinda

Todos os grupos de Maracatu se reunirão nos Quatro Cantos, às 18h, e seguirão em cortejo pela Rua do Amparo em direção a Igreja Nossa Senhora dos Homens Pretos, no Bom Sucesso. Foto: Passarinho/Pref.Olinda
Todos os grupos de Maracatu se reunirão nos Quatro Cantos, às 18h, e seguirão em cortejo pela Rua do Amparo em direção a Igreja Nossa Senhora dos Homens Pretos, no Bom Sucesso. Foto: Passarinho/Pref.Olinda

Acontece hoje (24) um dos eventos da cultura afro-brasileira, mais aguardados pelos foliões, a Noite para os Tambores Silenciosos. Carregada de cultura e simbolismos a 9º edição do desfile contará com nove grupos de Maracatu de Olinda e dois convidados.

Todos os grupos de Maracatu se reunirão nos Quatro Cantos, às 18h, e seguirão em cortejo pela Rua do Amparo em direção a Igreja Nossa Senhora dos Homens Pretos, no Bom Sucesso. À meia noite os grupos param de tocar e fazem silêncio em memória dos ancestrais, além de pedir licença e proteção para tocar no Carnaval.

A Noite dos Tambores Silenciosos deste ano será em memória de Mãe Biu de Xambá, que plantou na Cidade as raízes de sua Nação, preservando os legados recebidos e deixando consolidada a casa de Santa Bárbara, que é referência brasileira e reconhecida como Quilombo Urbano e guardiã da cultura religiosa Xambá.

A Prefeitura de Olinda apoia o evento e conseguiu recursos para sua realização. A Noite dos Tambores Silenciosos é realizada pela Confraria de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos de Olinda, pela Associação dos Maracatus de Olinda, pela FUNDARPE e também conta com o apoio do IPHAN.

Confira a lista completa dos grupos de Maracatu que vão participar do encontro

Maracatu Nação Leão Coroado; Maracatudo Nação Camaleão; Maracatu Nação Badia; Maracatu Nação Peixinhos; Maracatu Nação de Luanda; Maracatu Nação Maracambuco; Maracatu Nação Pernambuco; Maracatu Nação Estrela de Olinda e Maracatu Nação Tigre.

Carnaval 2014 – Agenda das Prévias – 21 a 24 de fevereiro

As prévias se estenderão até a segunda-feira (24), com a Noite Para os Tambores Silenciosos, que promove encontro de agremiações de maracatu. Foto: Williams Aguiar/ Pref.Olinda
As prévias se estenderão até a segunda-feira (24), com a Noite Para os Tambores Silenciosos, que promove encontro de agremiações de maracatu. Foto: Williams Aguiar/ Pref.Olinda

Já é carnaval nas ruas e ladeiras de Olinda. E as prévias desse fim de semana (21, 22 e 23) se estenderão um pouco mais. É que na segunda-feira (24) haverá a XII Noite Para os Tambores Silenciosos, com a celebração de várias agremiações de maracatu.

Confira a programação completa:

Sexta dia 21/02

  • Baile Monumental de Olinda (grande encontro de blocos líricos)

Local: Mercado da Ribeira
Horário: 20h
Atrações: Bloco Flôr da Lira de Olinda; Blocos Menestréis de Paulista; Folguedos de Surubim; Seresteiros de Salgadinho; Bloco de Máscaras Trovadores em Folia; Paulo Pecado e sua banda e o grupo Batuketu.

  • Habeas Copus

Local: Clube Atlântico
Horário: 19h

Sábado dia 22/02

  • Corrida dos Bonecos Gigantes

Concentração: Mercado da Ribeira
Horário: 09h

  • Ensaio Grupo Conxitas

Local: Praça do Carmo
Horário: 16h

  • Bloco Mangue Beat

Local: Casas da Cidadania da Cidade de Olinda – Av. Sigismundo Gonçalves, 700, Carmo.
Horário: 17h

O Bloco Mangue Beat anima as prévias no sábado (22). Foto: Divulgação/Bloco Mangue Beat
O Bloco Mangue Beat anima as prévias no sábado (22). Foto: Divulgação/Bloco Mangue Beat

Domingo dia 23/02/2014

  • Virgens do Bairro Novo

Concentração: Praça 12 de Março
Horário: 08h

  • Desfile do Bloco infantil Pitombeirinha dos Quatro Cantos

Local: Sede da Pitombeira dos Quatro Cantos
Horário: 8h

  • Prévia do bloco Cabeça de Galo (1° Baile social da família olindense)

Local: Clube Atlântico de Olinda
Horário: 11h
Entrada: R$ 30,00 + 1 pacote de fralda geriátrica | Área Vip (mesa para 4 pessoas) R$ 150,00 + 1 pacote de fralda geriátrica
Atrações: Orquestra do maestro Adelmo Apolônio, com participação especial do músico Israel de FRança; Orquestra Folia Pernambucana, do maestro Moacyr Millet; artistas convidados: Claudionor Germano, André Rio, Getúlio Cavalcanti, Tito Lívio, Jota Mechilles, Silvério Pessoa, Amauri Andrade, Fátima Marinho, Zuza Miranda & Thaís, Ed Carlos, Carlinhos Kaêtes e Cylene Araújo.

  • Ensaio Grupo Conxitas 

Local: Praça do Carmo
Horário: 14h

  • Ensaio Grupo Batuques de Pernambuco 

Local: Praça do Carmo
Horário: 15h

  • Ensaio Grupo Batadoni 

Local: Praça do Carmo
Horário: 15h

  • Ensaio da Pitombeira dos Quatro Cantos 

Local: Sede do Clube na 27 de Janeiro
Horário: 13h

  • Ensaio da Bateria Cabulosa 

Local: Rua da Boa Hora
Horário: 16h

  • Prévia do Ceroula de Olinda

Concentração: Em frente à Biblioteca Pública de Olinda
Horário: 16h

Segunda 24/02/2014

  • Noite Para os Tambores Silenciosos (celebração dos Maracatus)

Local: Rua Prudente de Moraes
Horário: 19h
Agremiações presentes: Maracatu Nação Leão Coroado; Maracatu Nação Camaleão; Maracatu Nação Badia; Maracatu Nação Axé da Lua; Maracatu Nação de Luanda; Maracatu Nação Pernambuco; Maracambuco; Maracatu Tigre e Maracatu Nação Estrela de Olinda.

Noite Para os Tambores Silenciosos de Olinda busca proteção para o Carnaval 2013

O Maracatu Nação Tigre desfila pelas ladeiras do sítio histórico de Olinda. Foto: Williams Aguiar/Pref.Olinda
O Maracatu Nação Tigre desfila pelas ladeiras do sítio histórico de Olinda. Foto: Williams Aguiar/Pref.Olinda

A sétima edição da Noite Para os Tambores Silenciosos de Olinda aconteceu nesta segunda-feira (4) no Sítio Histórico com cortejo de maracatus nos Quatro Cantos de Olinda até o Largo do Rosário dos Homens Pretos, no Bonsucesso. Quem abriu a noite foi o Maracatu Leão Coroado, que comemora 150 anos em dezembro de 2013 e este ano recebe o reconhecimento da Prefeitura de Olinda. O evento contou com a presença do prefeito Renildo Calheiros, que prestigiou a noite dedicada aos ancestrais para proteção do Carnaval.

“É o encontro das nossas raízes e um momento muito especial do nosso Carnaval. A cada ano é mais prestigiado por gente de todos os lugares do mundo, que vem observar a beleza que é este espetáculo de raiz, história, feito pela população”, comentou Renildo Calheiros.

A turista de Aracaju Marta Ramos gostou do que viu. “É a primeira vez que vejo, mas estou achando maravilhoso. As tradições daqui são lindas. Queria voltar todo ano”, afirmou. Já a pernambucana Marta Lorena, moradora de Recife, fez questão de voltar pela segunda vez. “A gente que é de Pernambuco acha tudo ainda mais bonito e emocionante.”

A Noite para os Tambores Silenciosos é uma realização da Prefeitura de Olinda, do Governo de Pernambuco e da Associação dos Maracatus. Religiosidade e valorização da cultura afro são os motes do evento. Este ano, houve a participação do Maracatu Leão Coroado, Maracatu Nação Camaleão, Maracatu Nação Badia, Maracatu Nação Axé da Lua, Maracatu Nação de Luanda, Maracatu Nação Maracambuco, Maracatu Nação Estrela de Olinda, Maracatu Nação Pernambuco e Maracatu Nação Tigre.

De acordo com o mestre Afonso, do Leão Coroado, “a cerimônia louva os ancestrais e oficializa para pedir proteção para um bom Carnaval”. Ao longo do percurso, o público confere os cânticos, o batuque dos tambores e danças afro. À meia noite, o tradicional silêncio em memória dos ancestrais, pedindo a proteção. O simbolismo da Igreja do Rosário dos Homens Pretos está em ter sido o espaço onde outrora os negros tinham a liberdade de manifestação onde podiam exercer sua religiosidade.

Olinda realiza Noite Para os Tambores Silenciosos

Noite para os Tambores Silenciosos - Carnaval 2011 / Foto: Laila Santana/Pref.Olinda
Noite para os Tambores Silenciosos - Carnaval 2011 / Foto: Laila Santana/Pref.Olinda

Nesta segunda-feira, dia 13 de fevereiro, o Sítio Histórico de Olinda será palco de um espetáculo misto de carnaval e religião. A tradicional Noite Para os Tambores Silenciosos de Olinda acontece pelo oitavo ano na cidade e tem como objetivo o resgate da cultura religiosa dos maracatus. A ação é fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Olinda, o Governo de Pernambuco, a Associação dos Maracatus e o Grupo Cultural Maracatudo Camaleão.

Neste ano, o ritual contará com a participação de 10 maracatus. Os grupos se concentrarão a partir das 20h nos Quatro Cantos e seguirão em cortejo até o Largo do Rosário, em frente à Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos. Durante o percurso, cânticos, tambores e danças afro-brasileiras.

À meia-noite, uma onda de silêncio tomará conta das ladeiras. Neste momento, os maracatus pedem proteção aos seus ancestrais para o carnaval. O mestre Afondo do Maracatu Leão Coroado, o mais antigo de Olinda, vai conduzir a celebração.

HISTÓRIA
Durante a escravidão, as Igrejas de Nossa Senhora do Rosário de todo o Brasil foram os únicos espaços reconhecido institucionalmente como dos negros e eram nelas que os escravos formalmente se expressavam. Vieram depois os Maracatus, nascidos em Casas de Matriz Africana e os laços e a mística permaneceram ,mantendo a fé e o respeito por um espaço de expressão.

Portanto, o ritual da Noite Para os Tambores Silenciosos de Olinda acontece na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos como forma de afirmar todos os valores e símbolos agregados em mais de 450 anos de história.