jQuery(document).ready(function($){$('#aside .widget-archive > ul').addClass('fancy');});

Ações de prevenção garantem a folia sem danificar o patrimônio público

Realizamos ações de proteção dos prédios históricos para garantir que o trânsito dos blocos não danifique o patrimônio público. Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda
Realizamos ações de proteção dos prédios históricos para garantir que o trânsito dos blocos não danifique o patrimônio público. Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda

O Patusco passou na frente da Prefeitura agora de tarde e multidão foi a loucura! Isso é o ‪#‎CarnavalDeOlinda‬, mô véi! Brinque, pule, caia na farra. Mas não destrua o patrimônio histórico, que é essa cidade. Colocamos tapumes em museus, monumentos, igrejas, capelas e bicas da cidade para evitar depredação e atos de vandalismo durante o ‪#‎Carnaval2016‬. E mais importante ainda: não destrua a sua vida, nem a de ninguém: se beber, não dirija.

Esse ano, além da animação dos blocos, troças, maracatus, afoxés e outras representações da cultura popular, ‪#‎Olinda‬ conta com nove polos de animação, que destacam a cultura local com mais de 500 atrações durante os quatro dias de folia. Se você quer se divertir, sair do estresse, vista-se com espírito de paz, vem cá e curta o melhor e mais democrático Carnaval do Brasil.

#Olinda, melhor de se viver, maior curtição do nosso ‪#‎carnaval‬! Confira a programação completa das agremiações e dos polos do #CarnavalDeOlinda: http://carnaval.olinda.pe.gov.br/carnaval-2016/programacao

Abertura Oficial do Carnaval 2014 encanta a multidão em Olinda

Ontem (27) Alceu Valença, Ópera Bajado e Patusco, encantaram quem prestigiou a abertura do Carnaval no Fortim.

A Ópera Bajado, trouxe a arte de um dos homenageados do Carnaval 2014 na cidade, Bajado, completamente musicada. Alceu Valença colocou a massa para cantar, embalada por suas canções que já são hinos populares, assim como através de clássicos do frevo. Já o Patusco, colocou todo mundo para sambar no Fortim do Queijo.

Hoje no Polo do Fortim teremos a partir das 17h20 uma excelente programação com a Banda de Pau e Corda, Luciano Padilha, Dino Braia, Rogério Rangel, Pedro Salustiano, Rabeca Encantada e Don Tronxo.

Veja a programação, imagens e serviços públicos do carnaval mais democrático do Brasil no Site Oficial do Carnaval de Olinda: http://carnaval.olinda.pe.gov.br/

Muito samba na abertura oficial do Carnaval de Olinda

Além da banda há, também, o Bloco Patusco, que nasceu nas ladeiras de Olinda. Foto: Luiz Fabiano/Pref.; Olinda
Além da banda há, também, o Bloco Patusco, que nasceu nas ladeiras de Olinda. Foto: Luiz Fabiano/Pref.; Olinda

Presença garantida no #CarnavalDeOlinda, Patusco vai colocar os foliões para sambar na abertura oficial da festa de Momo, na próxima quinta-feira (27), no Fortim do Queijo. O Patusco, que sobe ao palco às 19h, tem em seu repertório sambas-enredo de diversas escolas, além de canções de artistas como Beth Carvalho, Seu Jorge, Martinho da Vila e Jorge Ben e, é claro, os frevos da nossa terra. A Banda já está há mais de 10 anos animando e contagiando os foliões com samba de primeiríssima qualidade.

Além da banda há, também, o Bloco Patusco, que nasceu  nas ladeiras de Olinda, em uma mobilização de saudosos foliões e que há mais de 49 anos faz festa, levando alegria e muito samba para quem vem para a Cidade Patrimônio.

Banda Patusco agitando o #CarnavalDeOlinda:

Show de abertura do Carnaval traz Alceu, Samba e lirismo para Olinda

A Ópera Bajado é toda inspirada nas obras do artista plástico pernambucano Bajado. Foto: facebook.com/pages/Ópera-Bajado
A Ópera Bajado é toda inspirada nas obras do artista plástico pernambucano Bajado. Foto: facebook.com/pages/Ópera-Bajado

A abertura do Carnaval de Olinda na próxima quinta-feira (27), no Fortim do Queijo, no Carmo, terá shows de Alceu Valença, Ópera Bajado e Patusco, trazendo ao mesmo tempo irreverência, samba e lirismo para a festa de Momo e dando as boas vindas ao folião.

Ópera Bajado

A Ópera Bajado é um projeto que foi fomentado há dez anos, pelo maestro e saxofonista olindense Ivan do Espírito Santo, baseado na obra do artista plástico Bajado.

Para elaborar o projeto e as 18 músicas que compõem a Ópera, Ivan observou 29 quadros de Bajado, expostos no salão nobre da Prefeitura de Olinda. São violinos, violas, violoncelos, piano, flautim, flauta, saxofones, trompetes, trombones, tuba, percussões e bateria, executados por trinta músicos egressos da Orquestra Sinfônica do Recife e da orquestra do Grêmio Musical Henrique Dias, de Olinda.

Euclides Francisco Amâncio, o Bajado, foi um artista plástico que veio da Mata Sul de Pernambuco, mas que ganhou notoriedade pintando o Carnaval e o cotidiano do povo de Olinda.

Faleceu em 1996, aos 84 anos, sem nunca deixar de se retratar como “um artista de Olinda”. O maestro Ivan considera Bajado como o principal cronista da vida olindense.

O consagrado artista pernambucano Alceu Valença, é uma das atrações que abrem o carnaval de Olinda. Foto: Passarinho/Pref.Olinda
O consagrado artista pernambucano Alceu Valença, é uma das atrações que abrem o carnaval de Olinda. Foto: Passarinho/Pref.Olinda

Alceu Valença

Nasceu no interior de Pernambuco, nos limites do Sertão com o Agreste. É considerado um artista que atingiu maior equilíbrio estético entre as bases musicais nordestinas com o universo dos sons elétricos da música pop.

Influenciado pelos negros maracatus, cocos e repentes de viola, Alceu conseguiu utilizar a guitarra – influenciado pelo Rock and Roll de Elvis Presley -, assim como o baixo elétrico e, mais tarde, o sintetizador eletrônico nas suas canções.

Em 1969, recém formado em Direito no Recife, desiste das carreiras de advogado e jornalista e resolve investir na música. Em 1971, vai para o Rio de Janeiro com o amigo e incentivador Geraldo Azevedo. Começa a participar de festivais universitários, como o da TV Tupi com a faixa Planetário. Em 1980, lança o LP Coração Bobo (Ariola), cuja música de mesmo nome faz sucesso nas rádios de todo o país, revelando o nome de Alceu Valença para o grande público. Apresenta-se em vários estados brasileiros.
Hoje é referência artística nacional.

O Patusco promete colocar o folião para sambar na abertura do Carnaval da cidade. Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda
O Patusco promete colocar o folião para sambar na abertura do Carnaval da cidade. Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda

Patusco

No carnaval de 1972, a Empresa de Turismo do Estado (Empetur) resolveu organizar um grande concurso de fantasias. Na época, os seguidores e membros dessa grande festa, que queriam estar com aquela família, resolveram se fantasiar de Pato. O que não contavam era com a necessidade de o grupo, que se candidatou ao concurso, ter um nome. Eis que surge o Patusco.

Desde então Patusco virou sinônimo de Carnaval, de festa e de farra. Depois, com o tempo, a família Vasconcelos Guimarães foi crescendo e tomando forma, virou a própria família Patusco que todos os anos arrasta milhares de pessoas pelas ladeiras de Olinda.

O Patusco nasceu do carnaval, nas ladeiras de Olinda, uma mobilização de saudosos foliões que há 49 anos faz festa, levando alegria para as multidões.

Veja mais

Não tem dieta para alegria na Terça-Feira de Carnaval em Olinda

Patusco arrasta uma multidão pelas ruas do Sítio Histórico. Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda
Patusco arrasta uma multidão pelas ruas do Sítio Histórico. Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda

Terça-Feira Gorda!!! Oficialmente mais de 90 blocos, troças e agremiações desfilam hoje, levando os foliões ao delírio. É uma fartura de irreverência, criatividade e beleza, acompanhadas de um som contagiante, que enlaça e não deixa ninguém ficar parado. Esses são alguns dos ingredientes que fazem do Carnaval de Olinda o mais popular e democrático do mundo.

Entre as diversas atrações, hoje tem Patusco, Ceroula, Pitombeira dos Quatros Cantos, Eu Acho é Pouco e desfile de Blocos Líricos saindo do Largo do Amparo. Tem ainda o tradicional desfile com cerca de cem Bonecos Gigantes de Olinda.

Os 11 Pólos oferecem também shows e atrações diversas. No do Fortim, por exemplo, tem Siba e orquestra, Maestro Duda e Claudionor Germano. Confira a programação completa em nosso site e venha brincar com a gente!!!

Patusco recebe homenagem da Prefeitura de Olinda

Patusco - Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda
Patusco - Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda

A Terça-feira Gorda do carnaval de Olinda foi especial para o Patusco, que comemorou seu 50º aniversário. Como não poderia deixar de ser, a escola de samba arrastou centenas de foliões que esperam ansiosos pelo desfile do grupo. Ao passar em frente à Prefeitura de Olinda, a alegria tomou conta da apresentação. Nem a chuva foi capaz de afastar a animação que os músicos trazem consigo.

O prefeito Renildo Calheiros e a secretária de Cultura, Márcia Souto, prestaram uma homenagem ao Patusco. Os dois entregaram uma placa comemorativa aos dirigentes da escola de samba que se emocionaram com o ato. O prefeito agradeceu ao grupo pela alegria contagiante que eles trazem ao carnaval de Olinda.

Patusco - Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda
Patusco - Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda

O Patusco faz a alegria dos foliões

Músicos do Patusco arrastam uma legião de fãs, no carnaval de Olinda. - Foto: LailaSantana/Pref.Olinda
Músicos do Patusco arrastam uma legião de fãs, no carnaval de Olinda. - Foto: LailaSantana/Pref.Olinda

Um dos mais tradicionais grupos a se apresentarem no carnaval de Olinda, o Patusco, fundado em 1962, incendiou os foliões com o seu desfile pelas ladeiras do Sítio Histórico. Formado por cerca de 80 músicos que começaram os ensaios para o carnaval desde o mês de dezembro de 2011, o Patusco tem em seu repertório sambas-enredo de diversas escolas, além de canções de artistas como Beth Carvalho, Seu Jorge, Martinho da Vila e Jorge Ben.