jQuery(document).ready(function($){$('#aside .widget-archive > ul').addClass('fancy');});

Prefeitura inicia campanha educativa para esclarecer o uso de som mecânico no Sítio Histórico

O objetivo da ação é evitar a formação de focos não oficiais de folia que atrapalham o desfile dos blocos. Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda
O objetivo da ação é evitar a formação de focos não oficiais de folia que atrapalham o desfile dos blocos. Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda

A Prefeitura de Olinda, através da sua Secretaria de Assuntos Jurídicos, inicia, nesta terça-feira (18), uma campanha para regulamentar a utilização de som mecânico nas ladeiras do Sítio Histórico, durante o carnaval. A iniciativa ocorre pelo 13º ano consecutivo e tem por objetivo evitar focos não oficiais de folia que atrapalham o desfile de blocos e agremiações pelas ruas da Cidade Alta.

A campanha tem início às 8h da manhã, desta terça-feira, quando procuradores e servidores da Secretaria de Assuntos Jurídicos de Olinda se concentram e saem do Palácio dos Governadores, sede da Prefeitura de Olinda, para percorrer as ruas do Sítio Histórico conversando com os moradores e distribuindo panfletos. No informativo, dicas para o controle do som mecânico durante os dias da Folia de Momo. A campanha continua até os dias que antecedem o carnaval.

“Nosso objetivo não é reprimir ninguém. Na verdade, queremos regulamentar a utilização do som mecânico no carnaval para evitar a formação de focos não oficiais de folia. Nós percebemos que antes da criação desta campanha, no ano de 2001, representantes de blocos e agremiações, e até mesmo os próprios foliões, reclamavam da dificuldade em desfilar pelo Sítio Histórico por conta da concentração exagerada de pessoas em frente a algumas residências”, explica o secretário de Assuntos Jurídicos, César Pereira.

De acordo com ele, o primeiro ano da campanha foi o mais difícil porque houve a apreensão de muitos equipamentos de som. “Foram cerca de 30 deles”, afirma. Porém, nos anos seguintes, a iniciativa contou com forte apoio e compreensão da população.

No folheto distribuído pelos servidores, a população encontra ainda o telefone para denúncias de som alto (3439-5535). Nestes casos, ao receber a reclamação, agentes do Controle Urbano ou da Guarda Municipal vão até o local checar a denúncia. Se comprovado, o proprietário do imóvel recebe uma notificação. Se reincidir, recebe uma multa e o equipamento é apreendido.

Eu Acho é Pouco promove ensaio aberto neste domingo (16)

O Bloco Eu Acho é Pouco, que existe desde 1977, promove no próximo domingo (16), ensaio aberto pelas ruas e ladeiras de Olinda. Foto: Jan Ribeiro/Pref.Olinda
O Bloco Eu Acho é Pouco, que existe desde 1977, promove no próximo domingo (16), ensaio aberto pelas ruas e ladeiras de Olinda. Foto: Jan Ribeiro/Pref.Olinda

A folia não pode parar. O frevo ferve nas ruas de Olinda e um dos destaques das prévias desse fim de semana (14, 15 e 16) é o Ensaio Aberto do Bloco Eu Acho é Pouco, que promove batucada e cortejo. Já para as crianças, brinquedos e banho de mangueira.

A concentração será no domingo (16), n° 358, na Rua de São Bento, às 9h. O cortejo sai pelas ruas e ladeiras do Sítio Histórico e terá o seguinte roteiro: Rua de São Bento, 27 de Janeiro, Prudente de Moraes, Sete de Setembro, Rua do Bonfim, Misericórdia, e retorna à Praça Laura Nigro.

Arte: divulgação/Bloco Eu Acho é Pouco
Arte: divulgação/Bloco Eu Acho é Pouco

O Eu Acho é Pouco foi criado em 1977, nas ladeiras de Olinda, com intuito de reunir foliões e amigos que compartilhavam os ideais políticos de esquerda e a vontade de brincar o Carnaval de forma alegre, criativa e democrática. Até hoje o bloco desfila vestido das cores vermelha e amarela e levando com orgulho o estandarte e um dragão chinês gigante, símbolo do bloco e, por que não dizer, do próprio carnaval de Olinda e do Recife.

Confira a agenda completa das prévias desse fim de semana: http://bit.ly/1nsBKPO

Prévias carnavalescas apresentam números positivos de segurança e saúde

A segurança pública é uma responsabilidade do Estado, que é provocado pelo governo municipal em momentos como o Carnaval.
A segurança pública é uma responsabilidade do Estado, que é provocado pelo governo municipal em momentos como o Carnaval.

Prévias cada vez mais tranquilas. Esse foi o balanço da reunião da comissão de avaliação e planejamento das prévias carnavalescas em Olinda. De acordo com o levantamento realizado pela Polícia Militar e Secretaria de Saúde de Olinda durante a reunião de monitoramento das prévias, que acontece toda terça-feira, o último final de semana (8 e 9 de fevereiro) no Sítio Histórico foi bastante tranquilo.

A equipe de Vigilância Sanitária de Olinda realizou oito inspeções em restaurantes da Cidade Alta e fez 160 vistorias no comércio informal de alimentos e bedidas. Nenhuma irregularidade foi encontrada.

Já a Polícia Militar/Companhia Independente de Apoio ao Turista (CIATur), contabilizou apenas seis ocorrências de pessoas que precisaram ser recolhidas, todas elas maiores de idade.

O motivo do recolhimento, segundo o Major Ronaldo, comandante da CIATur, foram desacato à autoridade, consumo de entorpecentes e agressão física. O efetivo da Polícia Militar/CIATur contou com 202 policiais militares, além de 51 guardas municipais.

Para denunciar problemas de segurança no Sítio Histórico, entre em contato com a Central da CIATur pelo telefone (81) 3181.3703. O atendimento é realizado 24 horas por dia.

Ações do Controle Urbano tornam prévias carnavalescas mais tranquilas

Os agentes realizam a substituição de garrafas de vidro por vasilhames plásticos e orientam quanto à proibição de barracas e tabuleiros. Foto: Jan Ribeiro/Pref.Olinda
Os agentes realizam a substituição de garrafas de vidro por vasilhames plásticos e orientam quanto à proibição de barracas e tabuleiros. Foto: Jan Ribeiro/Pref.Olinda

Desde o início das prévias carnavalescas em Olinda, agentes de Controle Urbano da cidade, em parceria com a Polícia Militar de Pernambuco e Guarda Municipal, estão reforçando a fiscalização de produtores de festas, comerciantes e ambulantes.

No Sítio Histórico, por exemplo, são seis os pontos de apoio, espalhados pelas ruas e ladeiras, além de equipes itinerantes.

No local, os agentes realizam a substituição de garrafas de vidro por vasilhames plásticos e orientam quanto à proibição de barracas e tabuleiros. Trabalho que fornece ao turista e morador, maior segurança e tranquilidade.

Só no último final de semana, foram recolhidas cerca de 400 garrafas de vidro. Todo o material acumulado será doado para o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP), ao final do período de festas.

Pontos de troca

Por medida de segurança, as garrafas de vidro são proibidas nas ladeiras de Olinda. Os pontos de troca são: na frente da Faculdade de Olinda (FOCCA), no Carmo; na Praça João Alfredo (a que fica em frente à Igreja de São Pedro); nos Quatro Cantos; na Praça Laura Nigro, próximo ao Mercado da Ribeira; na Rua de São Bento, próximo à Licoteria; e no Largo do Amparo.

Ações de segurança, trânsito, saúde e controle urbano mantêm tranquilidade durante as prévias

O boneco John Travolta fez a festa dos foliões pelas ruas de Olinda, no último dia 26 de janeiro. Foto: Anizio Silva/Pref.Olinda
O boneco John Travolta fez a festa dos foliões pelas ruas de Olinda, no último dia 26 de janeiro. Foto: Anizio Silva/Pref.Olinda

Durante as prévias carnavalescas, as ruas do Sìtio Histórico de Olinda são tomadas por milhares de foliões. São olindenses e também pessoas de outros lugares do mundo que vêm para a cidade se divertir. E para garantir que a festa prossiga com tranquilidade, a Prefeitura de Olinda organiza, todo final de semana, um esquema com ações de segurança, trânsito, saúde e controle urbano. Confira abaixo as ações planejadas e saiba como e onde acessar os serviços em caso de necessidade.

Segurança

Atribuição do Governo do Estado, a segurança pública é um item que vem recebendo atenção especial durante as prévias carnavalescas. A parceria entre a Prefeitura de Olinda e a Polícia Militar/Companhia Independente de Apoio ao Turista (CIATur), Polícia Civil e Conselho Tutelar vem rendendo resultados significativos.

Para denunciar problemas de segurança no Sítio Histórico, entre em contato com a Central da CIATur pelo telefone (81) 3181.3703. O atendimento é realizado 24 horas por dia.

Leia mais

Procurador fala sobre regras de segurança e disciplina na ocupação do Sítio Histórico

O Procurador Geral do município de Olinda, César André Pereira, fala sobre a portaria que disciplina o procedimento para autorização de funcionamento de casas privadas, localizadas no Sítio Histórico do município, e que fazem apresentações musicais durante o Carnaval. As famosas “casas camarote”.

A publicação do documento foi necessária devido ao aumento de eventos temporários, e pretende garantir a proteção do patrimônio e a segurança dos participantes desses eventos.

No texto, também é prevista a submissão do pedido ao Conselho de Preservação dos Sítios Históricos de Olinda, que se pronunciará sobre os impactos no conjunto arquitetônico e paisagístico, entre outros aspectos. A produção dos eventos deve fazer o pedido de autorização até o dia 10 de fevereiro, na sede da Secretaria de Patrimônio e Cultura (SEPAC).

Lucilo Varejão esclarece portaria de segurança e disciplina na ocupação do Sítio Histórico

O secretário de Patrimônio e Cultura de Olinda, Lucilo Varejão, fala sobre a portaria publicada esta semana para disciplinar o funcionamento das “casas camarote”. São espaços privados, localizadas no Sítio Histórico do município, que fazem apresentações musicais durante o #Carnaval.

“Essa portaria, além de preservar o patrimônio, tem o objetivo de preservar a vida humana, pois ela exige que os estabelecimentos obedeçam limites de público, regras de segurança e uma série de exigências”, afirmou Lucilo.

A produção desses eventos deve fazer o pedido de autorização até o dia 10 de fevereiro, na sede da Secretaria de Patrimônio e Cultura (SEPAC). A publicação da portaria foi necessária devido ao aumento de eventos temporários durante o período carnavalesco.

Prefeitura de Olinda divulga regras de segurança e disciplina para “casas camarote”

Responsáveis por casa camarote terão que solicitar autorização à Prefeitura até o dia 10 de fevereiro.
Responsáveis por casa camarote terão que solicitar autorização à Prefeitura até o dia 10 de fevereiro.

A Prefeitura de Olinda publica portaria que esclarece e disciplina o procedimento para autorização de funcionamento de casas privadas localizadas no Sítio Histórico do município e que fazem apresentações musicais durante o Carnaval. Essa publicação foi necessária devido ao aumento de eventos temporários e à proteção do patrimônio e segurança dos eventos. Trata-se das regras para instalação das “casas camarote”.

De acordo com a portaria, a produção das referidas casas devem fazer o pedido de autorização para a realização dos eventos até o dia 10 de fevereiro, na sede Secretaria de Patrimônio e Cultura (SEPAC). O pedido será submetido ao Conselho de Preservação dos Sítios Históricos de Olinda, para pronunciamento sobre os impactos dos eventos sobre o conjunto arquitetônico e paisagístico, entre outros aspectos.

Após a autorização do Conselho é que as organizações das casas camarote devem apresentar mais uma série de documentos exigidos pela SEPAC. Registro fotográfico atual do imóvel, projeto de acessibilidade, contrato de locação do imóvel, apresentação de projeto de tratamento acústico estão entre as informações previstas na portaria.
Leia mais