jQuery(document).ready(function($){$('#aside .widget-archive > ul').addClass('fancy');});

Bloco O Enterro do Mosquito da Dengue trouxe a conscientização para a folia

A troça tem caráter socioeducativo e é feita para celebrar a redução, entre 2003 e 2014, de 76% dos casos no município. Tendo sido reduzidas a praticamente zero as ocorrências de óbito decorrentes da doença. Foto: Tiago Peixoto/Pref.Olinda
A troça tem caráter socioeducativo e é feita para celebrar a redução, entre 2003 e 2014, de 76% dos casos no município. Tendo sido reduzidas a praticamente zero as ocorrências de óbito decorrentes da doença. Foto: Tiago Peixoto/Pref.Olinda

Combater o mosquito da dengue com muito frevo, no clima do Carnal de Olinda. Foi com esse objetivo que a Secretaria de Saúde de Olinda realizou, na manhã desta sexta-feira (28), o desfile do Bloco O Enterro do Mosquito da Dengue. A troça tem caráter socioeducativo e é feita para celebrar a redução, entre 2003 e 2014, de 76% dos casos no município. Tendo sido reduzidas a praticamente zero as ocorrências de óbito decorrentes da doença.

O bloco se concentrou na Praça do Carmo e saiu pelas ruas do centro histórico, simulando um cortejo fúnebre do mosquito Aedes Aegypti, o transmissor do vírus. Estudantes da Rede Municipal de Ensino de Olinda também participaram da brincadeira, desfilando alegria e ajudando no combate a doença.

Prevenção contínua – Mesmo com esses dados animadores, não podemos dar trégua a dengue. A prevenção precisa continuar. A ação mais simples é evitar que o mosquito nasça. Para isso, é preciso eliminar os focos que eles escolhem para a reprodução, não acumulando água em qualquer recipiente.

Veja mais

Bloco O Enterro do Mosquito da Dengue conscientiza com alegria

Em clima de carnaval e envolta no espírito carnavalesco que paira na Cidade, a Secretaria de Saúde de Olinda realizará nesta sexta-feira (28) uma ação educativa com os moradores da Cidade Alta: o desfile do Bloco O Enterro do Mosquito da Dengue, que terá como ponto de partida a Praça do Carmo, a partir das 8h.

A ação será regida de forma lúdica por artes educadores do Núcleo de Ação Popular em Saúde (NEPS) e funcionários, que acompanhados por orquestra de frevo, percorrerão as principais ruas da Cidade Alta, no intuito de sensibilizar e mobilizar a população sobre a importância da prevenção e controle da dengue no município.

Segundo o resultado da pesquisa de Levantamento Rápido do Índice de Infestação (LIRA) do Ministério da Saúde, a situação de Olinda hoje é de controle, com índice de 1,6, o que corresponde a uma redução de 76,6% de casos notificados, comparados com o ano de 2013.

Prevenção

A ação mais simples para se prevenir a dengue é evitar que o mosquito nasça. Para isso, é preciso eliminar os focos que eles escolhem para a reprodução, não acumulando água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d’água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos, lixeiras, enfim, qualquer recipiente que possa acumular água.

Campanha contra xixi na rua no Carnaval de Olinda

Quase 300 cabines sanitárias estão espalhadas pela cidade. Os arte educadores irão orientar o folião a usá-las da forma correta e devida. – Foto: Catharina Freitas/Pref.Olinda
Quase 300 cabines sanitárias estão espalhadas pela cidade. Os arte educadores irão orientar o folião a usá-las da forma correta e devida. – Foto: Catharina Freitas/Pref.Olinda

A Secretaria de Patrimônio e Cultura da Prefeitura de Olinda trava uma “batalha” contra o xixi na rua, durante o Carnaval. De forma bem humorada, uma equipe formada por 20 arte educadores vai conscientizar os foliões a usar os banheiros químicos, evitando a depredação do patrimônio e o mau cheiro na rua.

“A campanha acontece nos quatro dias de Carnaval, das 9h às 17h, em pontos estratégicos de grande aglomeração como Amparo, Carmo, Quatro Cantos, Sé e em frente à Prefeitura”, comenta o secretário de Patrimônio e Cultura, Lucilo Varejão Neto.

Os artistas vestirão figurino inspirado nas cores da bandeira de Pernambuco em uma alusão ao mote da cenografia de Carnaval. Os educadores realizarão uma abordagem lúdica usando a voz, gestos e apitos. A ação é realizada desde 2008.